Tem Drama na sala de aula! Articulações entre literatura surda e práticas cênicas na escola

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2358092521212019101

Palavras-chave:

drama, teatro, surdez

Resumo

O artigo analisa o contato de crianças surdas, estudantes de uma escola bilíngue, com a literatura surda e o teatro por meio de um processo de Drama. O texto apresenta as práticas propostas durante um ano de trabalho na escola, analisando o desenvolvimento dos estudantes durante o processo. As aulas de teatro aconteceram como parte do projeto de extensão Práticas cênicas na escola: oficinas de teatro com alunos surdos, da Universidade Federal de Santa Maria. Foi observado que, por meio dos elementos do Drama e da apresentação de vídeos de contação de histórias na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), os alunos surdos da escola desenvolveram-se tanto na linguagem teatral quanto na aquisição da língua de sinais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila Lourenzo Jardim

Professora de Teatro. Atriz. Licenciada em Teatro pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Teatro Flexível: práticas cênicas e acessibilidade (CNPq/UFSM). Participante do Programa de EXtensão Práticas cênicas, escola e acessibildiade.

Marcia Berselli, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Professora do Departamento de Artes Cências da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Líder do Grupo de Pesquisa Teatro Flexível: práticas cênicas e acessibilidade (CNPq/UFSM). Coordenadora do Programa de EXtensão Práticas cênicas, escola e acessibildiade. Artista da cena.

Referências

CABRAL, Beatriz. Drama como método de ensino. São Paulo:

Editora Hucitec: Edições Mandacaru, 2016.

MOURÃO, Cláudio Henrique Nunes. Literatura surda: experiência das mãos literárias. 2016. 285 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal

do Rio Grande do Sul: Porto Alegre, 2016.

PEREIRA, Diego de Medeiros. Drama na educação infantil: experimentos teatrais com crianças de 02 a 06 anos. Tese (Doutorado em Teatro) – Centro de Artes, Universidade do

Estado de Santa Catarina: Florianópolis, 2015.

PEREIRA, Diego de Medeiros; CABRAL, Beatriz. O espaço de jogo no Contexto do Drama. Urdimento, [s.l.], v. 1, n. 28, 2017. p. 285-301.

SCHLEMPER, Michelle Duarte da Silva. A importância da literatura infantil em LIBRAS no desenvolvimento infantil. Revista Virtual de Cultura Surda. Rio de Janeiro, v. 20, n. 56, 2017. p. 1-23.

SKLIAR, Carlos (org.). A Surdez: um olhar sobre as diferenças.

Porto Alegre: Mediação, 1998.

TAKEDA, Agnes. Mãos aventureiras - literatura infantil em Libras. In: Mulheres na ciência: o futuro é feminino. Entrevista concedida por Carolina Hessel. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2019.

Downloads

Publicado

2019-09-18

Como Citar

JARDIM, Priscila Lourenzo; BERSELLI, Marcia. Tem Drama na sala de aula! Articulações entre literatura surda e práticas cênicas na escola. Revista NUPEART, Florianópolis, v. 21, n. 1, p. 100–115, 2019. DOI: 10.5965/2358092521212019101. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/nupeart/article/view/15227. Acesso em: 29 maio. 2024.