O brinquedo e o brincar: apontamentos vigotskianos

Autores

  • Jarbas Dametto Universidade de Passo Fundo-RS
  • Adriana Bragagnolo Universidade de Passo Fundo

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984723821452020363

Resumo

Este artigo busca explorar as concepções acerca do brinquedo e do ato de brincar presentes na obra de Vigotski, salientando o papel desta experiência no curso normal do desenvolvimento infantil. Para tal, discorre-se sobre alguns posicionamentos sobre o tema considerados equivocados pelo autor, mapeando os motivos de suas contestações, bem como se busca evidenciar a própria concepção vigotskiana do brincar, e suas implicações práticas no desenvolvimento psíquico. Por fim, comenta-se o paralelo, indicado pelo autor, entre o brincar, a criação e a linguagem infantil, enquanto experiências significativas no processo de internalização das funções mentais superiores, bem como as potencialidades do manejo pedagógico da atividade lúdica.

Palavras-chave: Brinquedos. Crianças - Desenvolvimento. Vigotsky, L. S. (Lev Semenovich), 1896-1934.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jarbas Dametto, Universidade de Passo Fundo-RS

Psicólogo, Doutor em Educação. Professor da Faculdade de Educação e do Programa de pós-graduação em Envelhecimento Humano da Universidade de Passo Fundo.

Adriana Bragagnolo, Universidade de Passo Fundo

Pedagoga, doutora em Educação. Professora da Faculdade de Educação da Universidade de Passo Fundo.

Downloads

Publicado

2020-05-04

Como Citar

DAMETTO, Jarbas; BRAGAGNOLO, Adriana. O brinquedo e o brincar: apontamentos vigotskianos. Revista Linhas, Florianópolis, v. 21, n. 45, p. 363–380, 2020. DOI: 10.5965/1984723821452020363. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/linhas/article/view/1984723821452020363. Acesso em: 26 maio. 2024.