A Babel do Tempo: Regimes de Historicidade e a história ensinada no universo virtual

Autores

  • Sônia Meneses Universidade Regional do Cariri
  • Egberto Melo

Resumo

Este artigo pretende discutir a produção didática da história em sites educacionais, nesse sentido, é uma reflexão sobre um tipo de histórica pública e sua influência na distribuição de conteúdos históricos em nossos dias. Ao mergulharmos nessas páginas, devemos nos preparar para lidarmos como muitas “brechas” no tempo, conforme menciona Hartog. Pode-se dizer que nos deparamos com diferentes regimes de historicidade que se intercruzam a partir do olhar de quem elabora os conteúdos. Assim, a intenção é investigar formas de pensamentos históricos e quebras de sentido que, muitas vezes, tornam esses espaços verdadeiras bricolagens conceituais.

Palavras-chave: Regimes de Historicidade. Internet. História Pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sônia Meneses, Universidade Regional do Cariri

Docente, Universidade Regional do Cariri-URCA

Docentes do Programa Prof.História e Colaboradora Mestrado em História da URCE/MAHIS

Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense-UFF, Mestre em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ

Desenvolve pesquisas que investigam as relações entre história e mídia, tempo presente Teoria da História, História e Memória e Ensino de História Na universidade atua, sobretudo, na área de teoria da história e história cultural, pesquisas com interesse no tempo presente, história e mídia, história política e ensino. 

 

Downloads

Publicado

2017-07-21

Como Citar

MENESES, Sônia; MELO, Egberto. A Babel do Tempo: Regimes de Historicidade e a história ensinada no universo virtual. Revista Linhas, Florianópolis, v. 18, n. 37, p. 154–178, 2017. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/linhas/article/view/1984723818372017154. Acesso em: 16 abr. 2024.