Práticas percussivas nas aulas de música do ensino fundamental

Autores

  • Teresa Mateiro Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Beatriz Woeltje Schmidt

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312911172016083

Resumo

Para esta pesquisa foram utilizadas informações já existentes em vídeo que, depois de analisadas, contribuíram para compreender como a percussão é trabalhada nas aulas da disciplina curricular Artes/Música. Das 40 aulas gravadas em seis escolas da rede pública de ensino dos estados de Santa Catarina e Paraná, sete que apresentavam atividades com percussão foram selecionadas, tendo sido analisadas a partir de categorias relacionadas aos processos de ensino-aprendizagem: imitação e escuta, música em conjunto, percussão como forma de musicalização e desenvolvimento psicomotor. Constatou-se que a percussão foi utilizada nas sete aulas como um meio para desenvolver a musicalização e a psicomotricidade. Atividades de imitação e escuta, bem como a prática coletiva estiveram presentes em três aulas. Conclui-se que as atividades com percussão nas aulas de música apresentaram uma grande quantidade de possibilidades e variedades de instrumentos, porém ainda são poucos os professores que se utilizam dessa prática.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-09

Como Citar

MATEIRO, Teresa; SCHMIDT, Beatriz Woeltje. Práticas percussivas nas aulas de música do ensino fundamental. DAPesquisa, Florianópolis, v. 11, n. 17, p. 083–100, 2016. DOI: 10.5965/1808312911172016083. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/6901. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos