O designer de automóveis: uma visão histórica sobre a profissão no Brasil

Autores

  • Carolina Vaitiekunas Pizarro Universidade Estadual Paulista - UNESP
  • Paula da Cruz Landim Universidade Estadual Paulista - UNESP

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312910142015105

Resumo

A profissão de designer automotivo envolve a dedicação ao projeto de um dos mais complexos objetos de uso criados pelo Homem: o carro. O envolvimento de designers brasileiros no projeto de automóveis aconteceu dentro do cenário de industrialização tardia do Brasil. No início o envolvimento de engenheiros e empresários entusiastas do setor resultou nos primeiros projetos de autoria brasileira e com o passar dos anos o interesse das montadoras em atender as particularidades do mercado brasileiro e latino levou à contratação dos primeiros profissionais projetistas do país. O presente artigo é um recorte de uma pesquisa mais ampla desenvolvida em nível de Mestrado na qual a revisão bibliográfica referente ao tema pesquisado desdobrou-se em um amplo estudo sobre a profissão, cujos dados levantados colaboraram para que fosse possível construir uma revisão histórica sobre a profissão de designer automotivo no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Vaitiekunas Pizarro, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Doutoranda do Programa da Pós-Graduação em Design na Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Universidade Estadual Paulista UNESP-Bauru, Mestra em Design pelo mesmo programa (2014) e graduada em Desenho Industrial - Projeto de Produto na mesma Universidade (2010). Durante a graduação foi bolsista de projetos de pesquisa e extensão e premiada no concurso HotWheels 1:1 promovido pela Mattel Indústria de Brinquedos. Também foi premiada nos concursos CAIO Induscar de Design e Talento Volkswagen Design, os quais oportunizaram estágios no setor de Color&Trim Design da CAIO Induscar - Encarroçadora de ônibus urbanos e rodoviários (2009) e da Volkswagen do Brasil - Indústria de Veículos automotores (2010). Na área de Design tem experiência em Projeto de produto, Color&Trim automotivo, acessórios de uso pessoal e automobilístico, desenvolvimento/acompanhamento de fornecedores e análise de tendências.

Paula da Cruz Landim, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, FAU - USP (1987), Mestre em Geografia pelo Instituto de Geociências e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista, UNESP - campus de Rio Claro (1994), Doutora em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo FAU - USP (2001), estágio de pós-doutorado na Universidade de Arte e Design de Helsinque na Finlândia (2006-2007), Livre-docente em Design de Produto pela Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Universidade Estadual Paulista, UNESP - campus de Bauru (2009), professora do Departamento de Design da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação - FAAC da Universidade Estadual Paulista, UNESP - campus de Bauru desde 1988 e do Programa de Pós-Graduação em Design da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação - FAAC da Universidade Estadual Paulista, UNESP - campus de Bauru desde 2004. Atualmente trabalhando nas seguintes linhas de pesquisa: Desenho do Objeto, Projeto de Mobiliário, História do Design e Teoria e Crítica do Design. Possui diversos artigos publicados em periódicos especializados, trabalhos em eventos, tanto nacionais como internacionais, nas áreas de Arquitetura e Design, assim como livros e capítulos de livros publicados. Possui ainda orientandos de graduação, iniciação científica, mestrado e doutorado na área de Design.

Downloads

Publicado

2015-12-14

Como Citar

VAITIEKUNAS PIZARRO, C.; DA CRUZ LANDIM, P. O designer de automóveis: uma visão histórica sobre a profissão no Brasil. DAPesquisa, Florianópolis, v. 10, n. 14, p. 105-124, 2015. DOI: 10.5965/1808312910142015105. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/6806. Acesso em: 7 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos