Experimentação de texturas:

o (des) construir das experiências artísticas com crianças

Autores

  • Adriana Moreira Universidade Federal do Amapá

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312915252020e0016

Palavras-chave:

Artes cênicas e crianças, Escrita e arte, Textura (Arte)

Resumo

Este texto demonstra a busca por encontrar modos de refletir e escrever sobre a experiência artística denominada Experimentação de Texturas. Essa experiência consiste em uma prática que foi realizada em 2014 com crianças de 2 a 5 anos de idade em uma escola da rede particular de ensino.  A prática, que tem momentos distintos em sua elaboração, ganha força ao sair do espanto perante o Caos e assumir que uma perspectiva caótica pode expressar os modos de a criança reelaborar o seu fazer artístico. Conceitos emergidos da Teoria do Caos, como auto-organização, imprevisibilidade, complexidade e sistemas, são pontos de análise, de (des) construção e reelaboração dessa experiência realizada dentro do espaço escolar. O texto está organizado em blocos de ideias e caixas de textos: blocos que expõem as ideias centrais do processo prático e caixas de textos com pensamentos que expressam o percurso prático da criação artística na forma de citações, relatos, narrativas e imagens. Trata-se de um modo de elaborar uma escrita menos linear, mais fragmentada e aberta a interpretações das leitoras e leitores, trazendo, assim, respingos caóticos também para a forma textual.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Moreira, Universidade Federal do Amapá

Graduação em Educação Artística- Habilitação em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Uberlândia (2008). Mestrado pelo Programa de Pós- Graduação em Artes (Título da dissertação - Memórias Em Quedas: os viewpoints como experiência pedagógica na educação básica. 2013 ). Doutoranda pela Universidade Estadual de Santa Catarina (UDESC). Professora Assistente do curso de Licenciatura em Teatro da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) na área de Prática Teatral. Membro do grupo Coletivo Teatro da Margem atuando e pesquisando as artes cênicas e performáticas(2009-2018). Professora substituta do Curso de Graduação em Teatro na Universidade Federal de Uberlândia (2014-2015) atuando na área de Pedagogia do Teatro. Professora de Artes e Teatro em escola de educação básica na cidade de Uberlândia/MG (2008-2018).

Referências

BARBOSA, W.; CRISPIM, S. F. As teorias do caos e da complexidade estratégica. In: SIMPÓSIO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO E TECNOLOGIA. 11., 2006. Anais[...] Resende, RJ : Associação Educacional Dom Bosco, 2006. Disponível em: https://www.aedb.br/seget/arquivos/artigos06/834_Caos%20e% 20 Complexidade%20Seget.pdf. Acesso em: 28 ago. 2018.

FAGUNDES, P. Caos e criação processos de ensaio. In: CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS, 6., 2010, São Paulo. Anais[...] São Paulo : ABRACE, v.11, n.1, 2010. Disponível em: https://www.publionline.iar.unicamp.br/index.php/abrace /article /view/ 3675. Acesso em: 29 jan. 2020.

FERREIRA, V. Mongólia: uma narrativa caótica? Dissertação (Mestrado em Letras). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008. Disponível em: https://www.maxwell. vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&nrSeq=12053@1. Acesso em 24 set 2020.

FRANÇA, L. C. M. Caos – Espaço – Educação. São Paulo: Annablume, 1994.

HOLM, A. M. Baby-Art: os primeiros passos com a arte. São Paulo: Museu de Arte Moderna, 2007.

HOLM, A. M. Fazer e pensar arte. São Paulo: Museu de Arte Moderna de São Paulo, 2005.

HOLM, A. M. A energia criativa. Pro-posições, Campinas, v. 15, n. 1, [43], p. 83-95, jan./abr. 2004. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643844 /11324. Acesso em: 29 jan. 2020.

MACHADO, M. M. Novos rumos para o ensino do teatro: Reflexão sobre currículo e cena contemporânea. In: CONGRE.SSO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS, 7., 2012, Porto Alegre. Anais[...] Porto Alegre, RS : ABRACE, v.13, n.1, 2012. Disponível em: https://www.publionline.iar.unicamp.br/index.php/abrace/article/view/2258.

Acesso em 29 jan. 2020.

MACHADO, M. M. A poética do brincar. São Paulo: Editora Loyola, 2004.

Publicado

2020-10-20

Como Citar

MOREIRA, A. Experimentação de texturas:: o (des) construir das experiências artísticas com crianças. DAPesquisa, Florianópolis, v. 15, n. esp., p. 01-22, 2020. DOI: 10.5965/1808312915252020e0016. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/17944. Acesso em: 16 maio. 2021.