"Tomai, comei; isto é meu corpo": A resistência do grotesco

Autores

  • Antônio Vargas Sant’Anna UDESC
  • Karina Pedigoni Segantini UDESC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312903052008185

Palavras-chave:

Grotesco, Arte Contemporânea, Márcia X

Resumo

Este artigo procura rever o percurso da categoria estética do grotesco na sociedade ocidental a partir de associações teóricas de alguns pesquisadores especializados como Mary Russo, Mikhail Bakhtin, Muniz Sodré e Wolfgang Kayser. Também, discute as relações e implicações do grotesco com as temáticas: sexo e violência na arte contemporânea, enfatizando obras da artista Márcia X.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-08-14

Como Citar

VARGAS SANT’ANNA, A.; PEDIGONI SEGANTINI, K. "Tomai, comei; isto é meu corpo": A resistência do grotesco. DAPesquisa, Florianópolis, v. 3, n. 5, p. 185-196, 2019. DOI: 10.5965/1808312903052008185. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/15359. Acesso em: 3 dez. 2021.

Edição

Seção

Artes Visuais