Dualidade tonal no Prelúdio nº 5 para violão de Villa-Lobos

Autores

  • Guilherme Sauerbronn de Barros Udesc
  • Rodrigo Moreira da Silva Udesc

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312904062009430

Palavras-chave:

Villa-Lobos, análise schenkeriana, dualidade tonal

Resumo

Esta comunicação propõe uma análise do Prelúdio nº5 para violão de Villa-Lobos, composto em 1940. A obra, constituída de três partes, possui a forma ABCA. Algumas das características marcantes que esta análise revela são a constante mudança de registro e a dualidade tonal. Apresentamos também uma redução schenkeriana que ilustra o texto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-11-12

Como Citar

SAUERBRONN DE BARROS, G.; MOREIRA DA SILVA, R. Dualidade tonal no Prelúdio nº 5 para violão de Villa-Lobos. DAPesquisa, Florianópolis, v. 4, n. 6, p. 430-433, 2018. DOI: 10.5965/1808312904062009430. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/14204. Acesso em: 3 ago. 2021.

Edição

Seção

Música

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)