Significados e identidade negra na música, arte e pedagogia do grupo Arautos do Gueto em Belo Horizonte

Autores

  • Rubens de Oliveira Aredes Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312905072010303

Palavras-chave:

etnomusicologia, identidade, música afro-brasileira

Resumo

Neste artigo, apresento algumas reflexões desenvolvidas durante pesquisa de iniciação científica em etnomusicologia junto ao Grupo Arautos do Gueto em Belo Horizonte. A pesquisa objetiva compreender a criação e recriação de significados na performance musical, em especial os de afirmação da identidade negra, para isso usou da etnografia participativa e análise comparativa. Na introdução apresento o conjunto de fatos observados na realidade que levaram à elaboração do projeto de pesquisa. Depois apresento breve descrição histórica, etnografia e análise etnopedagógica*, discutindo a importância de seu método pedagógico na construção de significados. Apresento análise estrutural de partitura de música que transcrevi a partir de gravação de vídeo em trabalho de campo. Nesta, identifico, à luz da bibliografia, elementos capazes de gerar significado de identidade afro. Por fim concluo que no trabalho artístico pedagógico do Grupo Arautos do Gueto, elementos musicais e extra-sonoros são articulados de forma a gerar, nos atores sociais, um sentido de identidade negra e de afirmação da mesma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-10-31

Como Citar

DE OLIVEIRA AREDES, R. Significados e identidade negra na música, arte e pedagogia do grupo Arautos do Gueto em Belo Horizonte. DAPesquisa, Florianópolis, v. 5, n. 7, p. 313-317, 2018. DOI: 10.5965/1808312905072010303. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/14094. Acesso em: 1 dez. 2021.

Edição

Seção

Música