Sistemas vivos naturais e artificiais em bioarte

Autores

  • Cristina de Oliveira Cardoso Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Yara Rondon Guasque Araujo Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312905072010222

Palavras-chave:

bioarte, sistemas vivos, cibernética

Resumo

Bioarte, conceito em construção que engloba pesquisa em arte, ciência e tecnologia. Dentre os campos explorados pela bioarte destaco: algoritmos genéticos, vida artificial, robótica que simule sistemas naturais e manipulação biológica da vida. Foco aqui principalmente em trabalhos cuja poética se relaciona à criação artificial de sistemas vivos. Trago uma noção geral sobre sistemas vivos, evolução, cibernética e vida artificial, conceitos importantes para se entender a bioarte. Apresento uma ideia do que caracterizam os sistemas vivos, recorrendo a teoria sobre autopoieses, desenvolvida pelos biólogos chilenos Maturana e Varela. A cibernética, penso a partir de sua relação com a simulação de sistemas vivos, mecanismos de vida e evolução artificial. Como artistas referências em bioarte, selecionei Christa Sommerer & Laurent Mignonneau, Bernd Lintermann , Karl Simns, Leonel Moura e Eduardo Kac. Faço uma aproximação da bioarte com o jogo pervasivo Ciberestuário Manguezais, proposição de Yara Guasque e a instalação Vaga-lume Eletroluminescente de Cristina Oliveira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-10-31

Como Citar

DE OLIVEIRA CARDOSO, C.; RONDON GUASQUE ARAUJO, Y. Sistemas vivos naturais e artificiais em bioarte. DAPesquisa, Florianópolis, v. 5, n. 7, p. 222-229, 2018. DOI: 10.5965/1808312905072010222. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/14088. Acesso em: 27 set. 2021.

Edição

Seção

Artes Visuais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)