Fragmentos e percepções de O rato no muro: um estudo dramatúrgico

Autores

  • Júlia Fernandes Lacerda Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312906082011081

Palavras-chave:

Hilda Hilst, dramaturgia, análise de texto teatral, performatividade, construção de personagem

Resumo

O presente artigo pretende realizar um estudo dramatúrgico da peça teatral da autora brasileira Hilda Hilst escrita no ano de 1967 e intitulada “O rato no muro”. Hilda Hilst foi uma escritora que produziu poucas peças teatrais em sua trajetória, sendo seu principal ramo a área da literatura em prosa e poesia. Esta pesquisa pretende efetuar uma análise do seu texto teatral para fomentar uma discussão em torno de sua escrita, sob diferentes perspectivas, a fim de problematizar questões como o status desse texto enquanto texto dramático; os traços de performatividade inscritos nele; a construção do personagem e a relação entre personagem e narrativa. A intenção aqui não é enquadrar a peça “O rato no muro” em um estilo teatral específico, mas analisar sua relação com diferentes estéticas teatrais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-10-25

Como Citar

LACERDA, J. F. Fragmentos e percepções de O rato no muro: um estudo dramatúrgico. DAPesquisa, Florianópolis, v. 6, n. 8, p. 081-090, 2018. DOI: 10.5965/1808312906082011081. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/13994. Acesso em: 30 jul. 2021.

Edição

Seção

Artes Cênicas