Ator em diálogo com a vida

Autores

  • Valquiria Vasconcelos Piedade UDESC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312907092012026

Palavras-chave:

ator, resistência, singular, acontecer poético

Resumo

O artigo tem como objetivo compreender o ator em diálogo com a vida capaz de
afetar e de ser afetado, da possibilidade de perceber-se anestesiado diante da produção cultural e quando necessário resistir ao que lhe é dado como ‘verdade’. Por meio desta resistência o ator pode criar algo ‘novo’ que seja singular. A partir desta perspectiva levantou-se o seguinte problema: como o ator pode vir a acontecer ‘poeticamente? Para responder a esta questão buscou-se soluções na teoria do filósofo Martin Heidegger que entende por acontecer poético algo que se dá no ‘sendo’ das relações. Ou seja, no encontro entre criador e desvelador. Aqui, entende-se o termo ‘sendo’ como o encontro entre ator/criador e espectador/ desvelador. Como possível consideração ao acontecer poético é proposto ao ator que (re)invente ‘verdades’ a cada dia – uma maneira de experimentar sua própria existência como potências criadoras no jogo do acontecer cênico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-10-23

Como Citar

VASCONCELOS PIEDADE, V. Ator em diálogo com a vida. DAPesquisa, Florianópolis, v. 7, n. 9, p. 026-036, 2018. DOI: 10.5965/1808312907092012026. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/13943. Acesso em: 25 jul. 2021.

Edição

Seção

Artes Cênicas