Criando e aprendendo com o musical Os Saltimbancos com jovens da comunidade Colônia Antônio Aleixo em Manaus

Autores

  • Mateus Silva dos Santos Programa de Pós-Graduação em Letras e Artes/PPGLA Universidade do Estado do Amazonas

Palavras-chave:

Teatro Musical, Processo de Aprendizagem, Educação Musical, Teatro.

Resumo

Neste trabalho em forma de relato de experiência, procuro detalhar como ocorreu a experiência no processo de criação do musical Os Saltimbancos com jovens da Comunidade Colônia Antônio Aleixo, situada em zona considerada popularmente como periférica na cidade de Manaus-AM, em parceria com acadêmicos do curso de graduação em Teatro da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Durante o processo de criação do espetáculo, o grupo se propôs a realizar uma livre adaptação do musical na versão adaptada por Chico Buarque, de maneira que pudesse se aproximar da realidade local dos estudantes da comunidade. Desta forma, foram incluídos elementos que representam as indústrias do Distrito Industrial (Zona Franca de Manaus) que fica próximo à comunidade e ganha destaque em meio a floresta amazônica. Os objetivos se constituíram em construir conhecimentos da área teatral à medida que provocava reflexões nos jovens da Comunidade acerca de seu contexto social. Neste artigo, especificamente, irei aprofundar o trabalho que foi realizado no núcleo de sonoplastia, que devido a importância da música, teve uma atenção especial para que pudesse ser realizada com êxito.

Biografia do Autor

Mateus Silva dos Santos, Programa de Pós-Graduação em Letras e Artes/PPGLA Universidade do Estado do Amazonas

Mestrando em Letras e Artes pelo Programa de Pós-Graduação em Letras e Artes da Universidade do Estado do Amazonas, Especialista em Docência do Ensino Superior pela Faculdade de Educação da Serra e Licenciado em Teatro pela Universidade do Estado do Amazonas.

Referências

AMARAL, A. M. O ator e seus duplos: mascaras, bonecos, objetos. 2ª ed. São Paulo, 2004

CAMARGO, R. G. A sonoplastia no teatro. Instituto Nacional de Artes Cênicas: Rio de Janeiro, 1986.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

LIGNELLI, C. A Produção de Sentido a partir da Dimensão Acústica da Cena: uma cartografia dos processos de composição de Santa Croce e de O Naufrágio. Brasília, DF, 2007. Dissertação (Mestrado em Arte e Tecnologia) - Programa de Pós-Graduação em Arte, Universidade de Brasília, UnB, 2007.

MARTINS, M. B. O mestre-encenador e o ator como dramaturgo. Sala Preta, São Paulo, v. 2, p. 240-246, nov. 2002.

OLIVEIRA, J. A. P. Módulo: Pedagogia do teatro 2. Artecor Gráfica e Editora Ltda.: Brasília, 2011.

TRAGTENBERG, L. Música de cena: dramaturgia sonora. Perspectiva: São Paulo, 1999.

Downloads

Publicado

2018-07-01

Edição

Seção

Relatos de Experiência