POSSIBILIDADES E INTERVENÇÕES NO BRINCAR DA CRIANÇA COM DEFICIÊNCIA VISUAL

Autores

  • Ivan Vale de Sousa Mestrando em Letras no Instituto de Linguística, Letras e Artes da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - UNIFESSPA. Especialista em Arte, Educação e Tecnologias Contemporâneas pelo Instituto de Artes da Universidade de Brasília - UnB. Especialista em Implementação, Planejamento e Gestão de Cursos a Distância pela Universidade Federal Fluminense - UFF. Especialista em Docência da Língua Inglesa pela AVM Faculdades Integradas. Licenciado em Letras: Português/ Respectivas Literaturas pela Fundação Universidade do Tocantins. Licenciado em Teatro pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA. Participante do Grupo de Pesquisa: Práticas de Linguagens em Estágios Supervisionados - PLES, da Universidade Federal do Tocantins - UFT. Professor Efetivo na Rede Municipal de Ensino de Parauapebas - Pará na Escola de Ensino Fundamental Novo Horizonte.

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984317812022016100

Palavras-chave:

Ludicidade. Crianças deficientes visuais. Experiência.

Resumo

A ludicidade na perspectiva da criança com deficiência visual abrange uma significância no processo de formação infantil. Nesse sentido, este trabalho de natureza bibliográfico-reflexivo, objetiva destacar a relevância de atividades lúdicas tendo como público, as crianças deficientes visuais, discutir sobre a função das intervenções de pais e profissionais no brincar infantil, refletir sobre o processo de interação e do jogo do faz de conta e, por fim, sugerir a revisitação das cantigas de rodas no âmbito de formação e experiência da criança. Para isso, os apontamentos reflexivos transitarão entre as contribuições de autores, tais como: Negrine (1994), Kishimoto (1999), Bondía (2002), Siaulys (2007), Marangon (2011), entre outras reflexões que serão pontuadas ao longo deste artigo. Assim, espera-se que os apontamentos elucidados nesta produção permitam repensar a oferta e a acessibilidade no brincar infantil envolvendo as crianças com deficiência visual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivan Vale de Sousa, Mestrando em Letras no Instituto de Linguística, Letras e Artes da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - UNIFESSPA. Especialista em Arte, Educação e Tecnologias Contemporâneas pelo Instituto de Artes da Universidade de Brasília - UnB. Especialista em Implementação, Planejamento e Gestão de Cursos a Distância pela Universidade Federal Fluminense - UFF. Especialista em Docência da Língua Inglesa pela AVM Faculdades Integradas. Licenciado em Letras: Português/ Respectivas Literaturas pela Fundação Universidade do Tocantins. Licenciado em Teatro pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA. Participante do Grupo de Pesquisa: Práticas de Linguagens em Estágios Supervisionados - PLES, da Universidade Federal do Tocantins - UFT. Professor Efetivo na Rede Municipal de Ensino de Parauapebas - Pará na Escola de Ensino Fundamental Novo Horizonte.

Mestrando em Letras no Instituto de Linguística, Letras e Artes da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - UNIFESSPA. Especialista em Arte, Educação e Tecnologias Contemporâneas pelo Instituto de Artes da Universidade de Brasília - UnB. Especialista em Implementação, Planejamento e Gestão de Cursos a Distância pela Universidade Federal Fluminense - UFF. Especialista em Docência da Língua Inglesa pela AVM Faculdades Integradas. Licenciado em Letras: Português/ Respectivas Literaturas pela Fundação Universidade do Tocantins. Licenciado em Teatro pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA. Participante do Grupo de Pesquisa: Práticas de Linguagens em Estágios Supervisionados - PLES, da Universidade Federal do Tocantins - UFT. Professor Efetivo na Rede Municipal de Ensino de Parauapebas - Pará na Escola de Ensino Fundamental Novo Horizonte.

Referências

BONDÍA, J. L. Notas Sobre Experiência e o Saber de Experiência. In: Revista Brasileira de Educação, nº 19. São Paulo, p. 20 – 28 jan/fev/mar/abr., 2002. Disponível em: <http://www.anped.org.br>. Acesso em 26 out. 2012.

BUENO, E. Jogos e brincadeiras na educação infantil: ensinando de forma lúdica. (Graduação em Pedagogia). Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2010. Disponível em: <http://www.uel.br/ceca/pedagogia/pages/.../ELIZANGELA%20BUENO.pdf>. Acesso em 05 jan. 2013.

DOMINGUES, C. A.; CARVALHO, S. H. R.; ARRUDA, S. M. C. P. Parte I - Alunos com baixa visão. In: DOMINGUES, C. A. [et al]. A Educação Especial na Perspectiva da Inclusão Escolar: os alunos com deficiência visual: baixa visão e cegueira. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 2010.

KISHIMOTO, T. M. Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. São Paulo: Cortez, 1999.

MARANGON, C. A garotada entra no ritmo com as danças de roda. In: A Revista do Professor – Nova Escola. Edição Especial: jogos e brincadeiras – 90 sugestões para brincar e aprender. São Paulo: Fundação Victor Civita, 2011.

NEGRINE, A. Aprendizagem e desenvolvimento infantil. Porto Alegre: Propil, 1994.

OLIVEIRA, V. B. (Org.). O brincar e a criança do nascimento aos seis anos. Petrópolis: Vozes, 2008.

RAPOLI, E. A. [et al]. A educação especial na perspectiva da inclusão escolar: a escola comum inclusiva. Brasília: Ministério da Educação/ Secretaria de Educação Especial; [Fortaleza]: Universidade Federal do Ceará, 2010.

SÁ, E. D.; SIMÃO, V. S. Alunos com cegueira (parte II). In: DOMINGUES, C. A. [et al]. A Educação Especial na Perspectiva da Inclusão Escolar: os alunos com deficiência visual: baixa visão e cegueira. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial. [Fortaleza]: Universidade Federal do Ceará, 2010.

SANTOS, S. M. P. Brinquedo e infância: um guia para pais e educadores. Rio de Janeiro: Vozes, 1999.

SIAULYS, M. O. C. O papel da família na educação e inclusão das crianças com deficiência visual Laramara: a mudança na prática, na atitude e nas relações com a família. In: MASINI, E. F. S. (Org.). A pessoa com deficiência visual: um livro para educadores. 1ª ed. – São Paulo: Vetor, 2007.

Downloads

Publicado

2016-09-01

Como Citar

SOUSA, I. V. de. POSSIBILIDADES E INTERVENÇÕES NO BRINCAR DA CRIANÇA COM DEFICIÊNCIA VISUAL. Revista Educação, Artes e Inclusão, Florianópolis, v. 12, n. 2, p. 100-119, 2016. DOI: 10.5965/1984317812022016100. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/arteinclusao/article/view/7898. Acesso em: 6 dez. 2022.