ENSINO DE ARTE E AUTISMO: UM RELATO DE EXTENSÃO

Autores

  • Rosanny Moraes Teixeira

Resumo

O conteúdo deste artigo é um recorte de uma dissertação de mestrado com reflexões a partir do Projeto de Extensão Universitária entre a Faculdade de Artes do Paraná (FAP) em parceria com a Escola de Educação Especial Alternativa, em Curitiba, Paraná. O projeto foi coordenado e desenvolvido entre os anos de 2002 a 2006, com o objetivo de desenvolver oficinas de Artes Visuais para o atendimento na modalidade da Educação Especial – Área de Transtornos Globais do Desenvolvimento – TGD. Como amostragem, trabalhou-se com oito alunos diagnosticados como autistas. Neste contexto, apresentam-se os passos metodológicos da oficina: a caracterização do campo; coleta de dados; perfil e anamneses dos alunos participantes e a proposta inclusiva dos caminhos pedagógicos para o autismo, realizada por meio do aprofundamento teórico de artigos e obras revisados sobre a temática. Destaca-se também uma abordagem introdutória do Pensamento de Walter Benjamin na relação entre Educação e Arte. Por fim, seguem os resultados observados durante o desenvolvimento do processo, onde concluiu-se que no contexto das oficinas de Artes Visuais, as vivências artísticas colaboram com a estimulação e a participação dos alunos com autismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-19

Como Citar

MORAES TEIXEIRA, R. ENSINO DE ARTE E AUTISMO: UM RELATO DE EXTENSÃO. Revista Educação, Artes e Inclusão, Florianópolis, v. 5, n. 1, 2012. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/arteinclusao/article/view/3011. Acesso em: 7 dez. 2022.