DESENHO INFANTIL: cognição, linguagem e surdez

Autores

  • Liane Carvalho Oleques

Palavras-chave:

Desenho infantil, linguagem, cognição, desenho na surdez

Resumo

Considerando os estudos acerca do desenho infantil relacionados à cognição e à comunicação, busca-se nesse artigo lançar bases para a análise acerca da produção de imagens visuais (desenhos) em situação de privação da palavra por surdez profunda. Na primeira parte do texto serão apresentados os fundamentos do ponto de vista gráfico, comunicacional e cognitivo que orientam a investigação, salientando os estudos de Duarte (1995 – 2008) e Darras (1996 – 2003). Na segunda parte as questões relativas à surdez e ao ato desenhar ganham relevância. Autores como Sacks (1998) e Goldfeld (2002) subsidiam a pesquisa. Objetiva-se investigar se como se desenvolve o repertório gráfico de uma criança com surdez em relação a uma criança ouvinte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Liane Carvalho Oleques

Programa de Pós Graduação em Artes Visuais Linha de pesquisa: Ensino da Arte - UDESC

Downloads

Publicado

2010-06-17

Como Citar

OLEQUES, L. C. DESENHO INFANTIL: cognição, linguagem e surdez. Revista Educação, Artes e Inclusão, Florianópolis, v. 2, n. 1, 2010. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/arteinclusao/article/view/1989. Acesso em: 30 nov. 2022.