Ensino de dança na escola: concepções e práticas na visão de professores

Autores

  • Cecília Silvano Batalha Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Giseli Barreto da Cruz Universidade Federal do Rio de Janeiro

Palavras-chave:

Ensino de Dança, Didática, Currículo, Formação de professores,

Resumo

O artigo tem como referência uma pesquisa cujo objetivo foi compreender como professores com formação superior em Dança (bacharel ou licenciado), que atuaram ou estão atuando na educação básica pública, concebem o ensino de Dança e, além disso, o que fazem (se fazem) a favor da sua inserção no currículo escolar. O referencial teórico contempla três chaves analíticas: I - Didática e Formação de Professores; II - Currículo Multicultural; III - Ensino de Dança na escola. Metodologicamente, operou-se com análise documental e entrevista semiestruturada. As entrevistas foram realizadas com oito professores de Dança de cinco diferentes Redes públicas de ensino e uma pesquisadora da área. A análise dos dados construídos a partir das entrevistas foi estruturada em quatro eixos: 1) a inserção da Dança no currículo escolar; 2) a especificidade da Dança na escola; 3) concepções metodológicas para o ensino de Dança na escola; 4) Interdisciplinaridade e o ensino de Dança na escola. Os resultados da pesquisa indicam que a inserção da Dança no currículo é um desafio evidente para os professores, as concepções, metodologias e estratégias utilizadas pelos professores de Dança são plurais e que é possível a inserção da Dança no currículo a partir do pressuposto da interdisciplinaridade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cecília Silvano Batalha, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutoranda do programa de pós-graduação em educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Giseli Barreto da Cruz, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professora do Programa de Pós graduação em educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Referências

BRASIL. Ministério de Educação e Cultura. LDB – Lei n°9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: MEC, 1996.

_____. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental – Arte. Brasília: MEC/SEF, 1997.

CANEN/IVENICKI, A. Currículo e Multiculturalismo: reflexões a partir de pesquisas realizadas. In: Santos, L. L. de C. P. & Favacho, A. M. P. (orgs), Políticas e Práticas Curriculares: desafios contemporâneos. Curitiba: Ed. CRV, 2012. p. 237-250.

Cochran-Smith, M., & Lytle, S. L. 1999. Relationships of knowledge and practice: Teacher learning in communities. In Review of research in education, ed. A. Iran Nejad and P. D. Pearson, 24(1): 249–305. Washington, DC: American Educational Research Association.

CRUZ, G. B. da. et al. Ensino de Didática: entre recorrentes e urgentes questões. Rio de Janeiro: Quartet, 2014.

ESTRELA, M. T. Relação pedagógica, disciplina e indisciplina na aula. 4. ed. Porto/PT: Editora Porto, 2002.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e terra, 1996.

GAUTHIER, C. et al. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. 2. ed. Ijuí: Editora Unijuí, 2006.

GALLO, S. A organização do currículo. Currículo: entre disciplinaridades, interdisciplinaridades... e outras ideias! Programa Salto para o futuro: TV Brasil, Rio de Janeiro, 2009.

LABAN, R. V. Domínio do Movimento. 5. ed. São Paulo: Summus, 1978.

MARQUES, I. A. Dançando na escola. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

_____. Ensino de dança hoje – textos e contextos. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação do. Diretrizes Curriculares de Arte para a Educação Básica. Departamento de Educação Básica. Curitiba, 2008.

ROLDÃO, M. do C. Função docente: natureza e construção do conhecimento profissional. Revista Brasileira de Educação. v.12, n. 34, p. 94-103, jan./abr. 2007.

SHÖN, D. A. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

SHULMAN, L. S. Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, 57 (1), 1987, p. 1-22.

STRAZZACAPPA, M. “A Tal Dança Criativa: afinal, que dança seria?” In: TOMAZZONI, A. et alii. Algumas perguntas sobre dança e educação. Joinville: Nova Letra, 2010.

STRAZZACAPPA, M. MORANDI, C. Entre a Arte e a Docência: a formação do artista da dança. 4. ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

Downloads

Publicado

2019-01-01

Como Citar

BATALHA, C. S.; DA CRUZ, G. B. Ensino de dança na escola: concepções e práticas na visão de professores. Revista Educação, Artes e Inclusão, Florianópolis, v. 15, n. 1, p. 072-097, 2019. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/arteinclusao/article/view/12006. Acesso em: 31 jan. 2023.