Acessibilidade e Mediação Cultural: uma reflexão e aproximação entre concepções

Autores

  • Amanda Midori da Costa Suzuki Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto

Palavras-chave:

Mediação cultural, Acessibilidade, Educação museal,

Resumo

O presente artigo realiza uma reflexão conceitual crítica acerca dos termos “mediação cultural” e “acessibilidade”, objetivando ampliar compreensões sobre concepções e visões de mundo ativadas a partir do sentido dado aos termos, visando complexificar o modo de atuação na área. Fundamentada numa abordagem teórica, a investigação teve início com um levantamento bibliográfico que constatou uma escassez na literatura nacional frente à conceitualização da articulação temática “mediação cultural e acessibilidade”. O estudo desenvolvido baseia-se em marcos regulatórios internacionais e em legislação e publicações nacionais que apresentam o posicionamento brasileiro relacionado ao tema. Num primeiro momento os termos são analisados de maneira independente entre si, para depois serem revistos quando aplicados conjuntamente no contexto brasileiro. O levantamento de concepções acerca da “mediação cultural” chegou à compreensão do mediador cultural como um agente que potencializa a construção de interpretações e trocas sociais, revendo-se criticamente por meio da metamediação. Por sua vez, as transformações conceituais do termo “acessibilidade”, evidenciadas no texto, direcionaram-nos para a promoção da inclusão de todas as pessoas. Por fim, constatou-se que nas instituições culturais nacionais a “mediação cultural” e a “acessibilidade” necessitam extravasar a delimitação dos setores educativos, de modo a efetivar-se uma inclusão sociocultural plena de indivíduos e comunidades.

Biografia do Autor

Amanda Midori da Costa Suzuki, Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto

Mestre em Arte e Design para o Espaço Público pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, FBAUP, Portugal. Especialista em Educação Inclusiva pelo Complexo Educacional FMU/FIAM-FAAM, São Paulo, Brasil. Bacharel e Licenciada em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, IA - UNESP, Brasil. Adquiriu bolsa de estudos do Programa de Bolsas Luso Brasileiras do Santander Universidades, realizando intercâmbio acadêmico na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, FBAUP. Em Portugal, trabalhou no Serviço Educativo do Centro Internacional das Artes José de Guimarães e na associação cultural Transforma, dedicada à arte contemporânea. Atuou como professora-tutora do Ensino Superior na modalidade EAD no Complexo Educacional FMU/FIAM-FAAM, São Paulo, Brasil.

Referências

ALENCAR, Valéria Peixoto de. O mediador cultural: considerações sobre a formação e profissionalização de educadores de museus e exposições de arte. 2008. 97 f. Dissertação (Mestrado em Artes) – Instituto de Artes, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2008. Disponível em: <https://repositorio.unesp.br/handle/11449/86980>. Acesso em: 26 ago. 2017.

AVELAR, Thais Fernanda Alves. Espaços museológicos: a questão do acesso pela ótica das identidades culturais. 2014. 367 f. Dissertação (Mestrado em Museologia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/103/103131/tde-16032015-151959/pt-br.php>. Acesso em: 15 mai. 2018.

BARBOSA, Ana Mae. Mediação cultural é social. In: BARBOSA, Ana Mae; COUTINHO, Rejane Galvão (Org.). Arte/educação como mediação cultural e social. São Paulo: Editora UNESP, 2009, p. 13-22.

BONITO, Marco Antonio. Processos da comunicação digital deficiente e invisível: mediações, usos e apropriações dos conteúdos digitais pelas pessoas com deficiência visual no Brasil. 2015. 347 f. Tese (Doutorado em Comunicação Social) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2015. Disponível em: <http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/4834>. Acesso em: 15 mai. 2018.

BRASIL. Secretaria de Direitos Humanos. Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência: Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência: Decreto Legislativo nº 186, de 09 de julho de 2008: Decreto nº 6.949, de 25 de agosto de 2009. 4ª ed., rev. e atual. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos, 2010. Disponível em: <http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/sites/default/files/publicacoes/convencaopessoascomdeficiencia.pdf>. Acesso em: 26 ago. 2017.

BRASIL. Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 20 dez. 2000. Seção 1. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L10098.htm>. Acesso em: 04 out. 2017.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da

Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 07 jul. 2015. Seção 1. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm>. Acesso em: 26 ago. 2017.

COUTINHO, Rejane Galvão. Estratégias de mediação e a abordagem triangular. In: BARBOSA, Ana Mae; COUTINHO, Rejane Galvão (Org.). Arte/educação como mediação cultural e social. São Paulo: Editora UNESP, 2009, p. 171-185.

COSTA, Leonardo Figueiredo. Um estudo de caso sobre a mediação cultural. In: V ENECULT, 2009, Salvador. Anais eletrônicos... Salvador: UFBa, 2009. Disponível em: <http://www.cult.ufba.br/enecult2009/19356.pdf>. Acesso em: 21 ago. 2017.

DARRAS, Bernard. As várias concepções de cultura e seus efeitos sobre os processos de mediação cultural. Tradução de Silvana Bernardes Rosa, Maria-Lucia Batezat Duarte, Dannyelle Valente, Lucia Le Menn e Claire de Oliveira. In: BARBOSA, Ana Mae; COUTINHO, Rejane Galvão (Org.). Arte/educação como mediação cultural e social. São Paulo: Editora UNESP, 2009, p. 23-52.

DAVALLON, Jean. A mediação: a comunicação em processo? Tradução de Maria Rosário Saraiva. Revista PRISMA.COM, Porto, n. 4, p. 3-36, 2007. Disponível em: <http://revistas.ua.pt/index.php/prismacom/article/view/645>. Acesso em: 21 ago. 2017.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes Necessários à Prática Educativa. 47ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2013.

______. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 41ª ed. São Paulo: Cortez, 2001.

GIL, Ana Lúcia Oliveira Fernandez. O corpo-cego na arte: experiências estéticas e reflexivas no contexto de instituições culturais. 2013. 189 f. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) – Universidade do Estado de Santa Catarina, Flonianópolis, 2013. Disponível em: <http://tede.udesc.br/tede/tede/772>. Acesso em: 15 mai. 2018.

INTERNATIONAL COUNCIL OF MUSEUMS. Declaração de Caracas. Tradução de Maristela Braga. Cadernos de Sociomuseologia, Lisboa, v. 15, n. 15, p. 243-265, 1999. Disponível em: <http://www.ibermuseus.org/wp-content/uploads/2014/07/declaracao-de-caracas.pdf>. Acesso em: 26 ago. 2017.

______. Conceitos-chave de museologia. Tradução de Bruno Brulon Soares e Marília Xavier Cury. São Paulo: Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Museus, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura, 2013. Disponível em: <http://icom.museum/fileadmin/user_upload/pdf/Key_Concepts_of_Museology/Conceitos-ChavedeMuseologia_pt.pdf>. Acesso em: 06 out. 2017.

MARTINS, Mirian Celeste. Mediações culturais e contaminações estéticas. Revista GEARTE, v. 1, n. 2, p. 248-264, ago., 2014. Disponível em: <http://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/52575>. Acesso em: 26 ago. 2017.

MICHELON, Francisca Ferreira; SALASAR, Desirée Nobre. Uma memória para tocar e ouvir: mediação e acessibilidade no Memorial do Anglo. Revista Conexão UEPG, Ponta Grossa, v. 11, n. 1, p. 36-45, jan./abr., 2015. Disponível em: <https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5069108>. Acesso em: 15 mai. 2018.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE; BANCO MUNDIAL. Relatório mundial sobre a deficiência. Tradução de Lexicus Serviços Lingüísticos. São Paulo: SEDPcD, 2012. Disponível em: <http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/usr/share/documents/RELATORIO_MUNDIAL_COMPLETO.pdf>. Acesso em: 26 ago. 2017.

PERROTTI, Edmir; PIERUCCINI, Ivete. A mediação cultural como categoria autônoma. Informação & Informação, Londrina, v. 19, n. 2, p. 01-22, mai./ago., 2014. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/19992>. Acesso em: 21 ago. 2017.

PINTO, Julia Rocha. O Papel social dos museus e a mediação cultural: conceitos de Vygotsky na arte-educação não-formal. Palíndromo, v. 4, n. 7, p. 81-108, 2012. Disponível em: <http://www.revistas.udesc.br/index.php/palindromo/article/view/3341>. Acesso em: 16 mai. 2018.

RIBEIRO, Guilhermina Guabiraba. A mediação museológica: formação de mediadores para promoção de acessibilidade universal no Museu Nacional. 2014. 92 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Acessibilidade Cultural) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014. Disponível em: <http://www.medicina.ufrj.br/acessibilidadecultural/sitenovo/wp-content/uploads/2014/07/TCC-Guilhermina-1407.pdf>. Acesso em: 15 mai. 2018.

SARRAF, Viviane Panelli. Acessibilidade em espaços culturais: mediação e comunicação sensorial. São Paulo: EDUC: FAPESP, 2015.

______. A comunicação dos sentidos nos espaços culturais brasileiros: estratégias de mediações e acessibilidade para as pessoas com suas diferenças. 2013. 251 f. Tese (Doutorado em Comunicação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: <https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4518>. Acesso em: 15 mai. 2018.

______. Acessibilidade para pessoas com deficiência em espaços culturais e exposições: inovação no design de espaços, comunicação sensorial e eliminação de barreiras atitudinais. In: CARDOSO, Eduardo; CUTY, Jeniffer (Org.). Acessibilidade em ambientes culturais. Porto Alegre: Marca Visual, 2012, p. 16-37. Disponível em: <https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/3024706/mod_resource/content/1/acessibilidade-em-ambientes-culturais-eduardo-cardoso-e-jeniffer-cuty-orgs.pdf>. Acesso em: 26 ago. 2017.

______. Reabilitação do Museu: políticas de inclusão cultural por meio da acessibilidade. 2008. 181 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27151/tde-17112008-142728/pt-br.php>. Acesso em: 26 ago. 2017.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão: acessibilidade no lazer, trabalho e educação. Revista Nacional de Reabilitação (Reação), São Paulo, Ano XII, p. 10-16, mar./abr., 2009. Disponível em: <https://acessibilidade.ufg.br/up/211/o/SASSAKI_-_Acessibilidade.pdf?1473203319>. Acesso em: 09 out. 2017.

TAVARES, Liliana Barros. Mediação inclusiva: acessibilidade para as pessoas com deficiência nos espaços de disseminação artística e cultural. Revista Brasileira de Tradução Visual, v. 9, n. 9, 2011. Disponível em: <https://s3.amazonaws.com/academia.edu.documents/33679854/mediacao_inclusiva.pdf?AWSAccessKeyId=AKIAIWOWYYGZ2Y53UL3A&Expires=1526579586&Signature=gw%2B9sgpepetEvXvzKucQOfgVcIY%3D&response-content-disposition=inline%3B%20filename%3DMediacao_inclusiva_acessibilidade_comuni.pdf>. Acesso em: 15 mai. 2018.

TOJAL, Amanda Pinto da Fonseca. Políticas públicas culturais de inclusão de públicos especiais em museus. 2007. 322 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27151/tde-19032008-183924/pt-br.php>. Acesso em: 21 ago. 2017.

______. Política de acessibilidade comunicacional em museus: para quê e para quem? Revista Museologia & Interdisciplinaridade, Brasília, v. 4, n. 7, p. 190-202, out./nov., 2015. Disponível em: <http://periodicos.unb.br/index.php/museologia/article/view/16629>. Acesso em: 15 mai. 2018.

VILELA, Teresinha Maria de Castro. Ensino de artes visuais e espaços expositivos: limites e possibilidades nas escolas públicas de Cabedelo. 2012. 119 f. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2012. Disponível em: <http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/3884>. Acesso em: 15 mai. 2018

Downloads

Publicado

2018-10-01