A compreensão de letramento de professores alfabetizadores e os reflexos em sua prática pedagógica

Rosana Mara Koerner, Marcia Nagel Cristofolini

Resumo


O foco da discussão deste artigo está na práxis de professores alfabetizadores, mais especificamente na relação que pode ser feita entre a sua compreensão quanto ao letramento e seus reflexos na prática pedagógica. A questão que norteia este trabalho é: como a compreensão de letramento se reflete na prática pedagógica de professores alfabetizadores de uma cidade de Santa Catarina? O objetivo central foi o de investigar a compreensão dos professores do ciclo de alfabetização acerca do letramento e como isso se reflete em suas práticas pedagógicas. As reflexões estão baseadas nas ideias de Soares (2001), Kleiman (2006), Vasquez (1977), Garcia (2015), Nóvoa (2011) e Tardif (2014). Foram utilizados como instrumentos para a coleta de dados: questionário, entrevista e observação. O enfoque metodológico foi aquele preconizado pela pesquisa qualitativa, numa abordagem etnográfica. Participaram da pesquisa 17 professoras do 1º ao 3º ano. Os resultados indicam que a maioria das professoras do ciclo de alfabetização compreende o conceito de letramento, porém, em alguns momentos, os conceitos de alfabetização e letramento se interpenetram. Também foi possível perceber uma prática pedagógica orientada pela perspectiva do letramento, com a promoção de atividades que visassem o reconhecimento do caráter social da escrita. O estudo contribui para a ampliação das discussões sobre a relação que há entre o saber e o fazer docente.

Palavras-chave: Professores alfabetizadores. Práxis (Filosofia). Letramento.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1984723820442019281

Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi
Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001
(48) (48) 3664-8585
revistalinhas@gmail.com