Desenvolvimento de produtos de moda a partir de resíduos têxteis: um estudo na cidade de Pato Branco - PR

Andréia Mesacasa, Mario Antônio Alves da Cunha

Resumo


A geração de impactos negativos no meio ambiente proveniente do atual modelo de desenvolvimento econômico, atesta a necessidade de implementação de práticas mais sustentáveis no que tange à produção industrial. Nesse escopo, encontra-se a indústria da moda que, devido à alta sazonalidade dos produtos bem como ao descarte de resíduos gerados durante os processos produtivos, é considerada uma das mais poluentes do mundo. Este artigo objetiva expor dados referentes à geração de resíduos têxteis provenientes das indústrias de confecção do vestuário do município de Pato Branco (PR), bem como apresentar produtos de moda desenvolvidos a partir do reaproveitamento deste tipo de material. Para tanto, o método empregado compreendeu duas etapas: diagnóstico de matérias-primas e geração de resíduos têxteis realizado junto às empresas, bem como o desenvolvimento de produtos de moda a partir destes resíduos. Como resultado, destaca-se o potencial de reaproveitamento dos resíduos têxteis na elaboração de produtos com valor agregado.


Palavras-chave


Moda; Resíduos têxteis; Desenvolvimento de produto

Texto completo:

PDF/A

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT NBR 10004: resíduos sólidos: classificação. Rio de janeiro: ABNT, 2004.

ABRELPE. Panorama dos resíduos sólidos no Brasil: 2016. São Paulo: ABRELPE, 2017.

BARBOSA FILHO, Antonio Nunes. Projeto e desenvolvimento de produtos. São Paulo: Atlas, 2009.

BERLIM, Lilyan. Moda e sustentabilidade uma reflexão necessária. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2012.

D’ALMEIDA, Maria Luiza Otero; VILHENA, André (coord.). Lixo municipal: manual de gerenciamento integrado. 2. ed. São Paulo: IPT/CEMPRE, 2000.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO PARANÁ. Informações setoriais: a indústria têxtil, do vestuário e couro no estado do Paraná. Curitiba: FIEP, 2015.

FLETCHER, Kate; GROSE, Lynda. Moda & sustentabilidade: design para a mudança. São Paulo: Senac, 2011.

IPARDES. Identificação e mapeamento das aglomerações produtivas do Paraná: atualização 2008. Curitiba: IPARDES, 2009. Disponível em: http://www.ipardes.pr.gov.br/biblioteca/docs/mapeamento_aglomeracoes_produtivas.pdf. Acesso em: 16 jul. 2019.

LEE, Matilda. Eco chic: o guia de moda ética para a consumidora consciente. São Paulo: Larousse do Brasil, 2009.

LÖBACH, Bernd. Design industrial: bases para a configuração dos produtos industriais. São Paulo: Edgar Blücher, 2001.

MANZINI, Ezio, VEZZOLI, Carlo. O desenvolvimento de produtos sustentáveis: os requisitos ambientais dos produtos industriais. São Paulo: Edusp, 2008.

MENEGUCCI, Franciele; MARTELI, Leticia; CAMARGO, Maristela; VITO, Meriele. Resíduos têxteis: análise sobre descarte e reaproveitamento nas indústrias de confecção. In: CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO, 11., 2015, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: UFF, 2015. p. 1-12. Disponível em: http://www.inovarse.org/sites/default/files/T_15_325.pdf. Acesso em: 16 jul. 2019.

MIGLIORINI, Sonia Mar dos Santos. A implantação e a consolidação da indústria de confecção na mesoregion sudoeste do Paraná. Raega: O Espaço Geográfico em Análise, Curitiba, v. 14, p. 165-182, dez. 2007. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/raega/article/view/10318. Acesso em: 16 jul. 2019.

MILAN, Gabriel Sperandio; VITTORAZZI, Camila; REIS, Zaida Cristiane. A redução de resíduos têxteis e de impactos ambientais: um estudo desenvolvido em uma indústria de confecções do vestuário. In: SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO, 13., 2010, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: USP, 2010. p. 1-17. Disponível em: http://sistema.semead.com.br/13semead/resultado/trabalhospdf/282.pdf. Acesso em: 16 jul. 2019.

MONTEMEZZO, Maria Celeste de Fátima Sanches. Diretrizes metodológicas para o projeto de produtos de moda no âmbito acadêmico. 2003. Dissertação (Mestrado em Design) - Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação - Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho, Bauru, 2003. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/97020. Acesso em: 16 jul. 2019.

PAPANEK, Victor. Design for the real world: human ecology and social change. New York: Pantheon, 1995.

RIBEIRO, Luiz Gonzaga. Introdução a tecnologia têxtil I. Rio de Janeiro: Senai/Cetiqt, 1984.

RUEDELL, Carla Maria. Uma breve caracterização do setor industrial de Pato Branco – PR. Revista FAE, Curitiba, v. 9, n. 2, p. 105-119, jul./dez. 2006. Disponível em: https://revistafae.fae.edu/revistafae/article/view/366/253. Acesso em: 16 jul. 2019.

SALCEDO, Elena. Moda ética para o futuro sustentável. Barcelona: GG Moda, 2014.

SINVESPAR. APL moda masculina sudoeste do Paraná: plano de desenvolvimento: o arranjo produtivo local de moda mas¬culina do sudoeste do Paraná. 2006. Disponível em: http://www.sinvespar.com.br. Acesso em: 15 abr. 2010.

TREPTOW, Dóris. Inventando moda: planejamento de coleção. Brusque: Dóris Treptow, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.5965/1808312914232019066



Direitos autorais 2019 DAPesquisa

URL da licensa: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados

                   


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.