Camiseta e comunicação: reflexões sobre a indumentária nas indústrias culturais

Gabriel Baquit

Resumo


A camiseta é uma das vestimentas mais simples e universais encontradas em um guarda-roupa. Originalmente utilizada como roupa íntima, essa peça de vestuário popularizou-se entre os jovens na década de 1950 e tornou-se símbolo da rebeldia de uma geração crescida no pós-guerra. O presente artigo tem como objetivo estudar, a partir de uma pesquisa bibliográfica, o processo histórico de popularização da camiseta, propondo algumas reflexões sobre as propriedades de comunicação dessa indumentária. Ao longo do estudo, reconhecemos as evoluções dessa vestimenta e suas relações com as indústrias culturais, até transformar-se em um meio de comunicação. A camiseta já foi sinônimo de protesto, e mostrou-se uma mídia alternativa eficaz para diversos fins. Por seguir as lógicas da sociedade de consumo, entretanto, seu discurso perdeu impacto, e sua utilização passou a ser uma questão de aparência mais do que uma expressão de ideais.


Palavras-chave


camiseta; comunicação; mídia; consumo; indústrias culturais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/1808312907092012538



Direitos autorais 2012 Gabriel Baquit

URL da licensa: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados

                  


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.