1.
Vertchenko HB. Dos paratextos como “protocolos de leitura” na tradução de clássicos: o caso de Romeu e Julieta (1940). Urdimento [Internet]. 20º de setembro de 2019 [citado 14º de junho de 2021];2(35):149-62. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573102352019149