MELINDROSAS E ALMOFADINHAS: relações de gênero no Recife dos anos 1920<em>MELINDROSAS AND ALMOFADINHAS: gender figurations in Recife in the 1920's</em>

Autores

  • Hugo Augusto Vasconcelos Medeiros Centro de Educação a Distância e Ensino Continuado

Resumo

http://dx.doi.org/10.5965/2175180302022010093

 

O objetivo deste artigo é observar a configuração das relações de gênero no Recife dos anos 1920, a partir de dois personagens-estereótipos que figuravam nos discursos dos periódicos da época: a melindrosa e o almofadinha. Estes personagens exemplificavam uma abertura na forma de se comportar, normatizada nas relações de gênero, o que os levava a ser alvo de críticas e piadas. Para empreender este estudo, analisarei dois periódicos de tipologia diferente, o Jornal do Commercio e o semanário a Pilhéria, com base na sociologia configuracional de Norbert Elias, na análise do discurso e nas teorias sobre gênero. Desta forma, espero contribuir para as discussões acerca da categoria gênero, acrescentando elementos históricos que permitam rever preconceitos atuais.  

Palavras-chave: Relações de Gênero. Imprensa. Discurso.

Abstract
The aim of this paper is to analyze the configuration of the gender relations in Recife, during the 1920s, athwart two stereotype-characters that appeared in the press discourses: the melindrosa and the almofadinha. These characters exemplify an opening in the behaviors standardized in the gender relations, what exposed them to critics and jokes. This work analyzes two newspapers of different typologies (the Jornal do Commercio and the magazine a Pilhéria) throughout Elias’ figurational sociology, discourse analysis and the theories about gender relations. Hence, this work aims at contributing to the discussions about gender, adding new historical elements that can help to review daily prejudices.  

Key-words: Gender- Press- Discourse

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hugo Augusto Vasconcelos Medeiros, Centro de Educação a Distância e Ensino Continuado

Mestre em História pela Universidade Federal de Pernambuco, onde realizou a graduação e atuou como professor substituto.

Professor do Centro de Educação a Distância e Ensino Continuado.

Professor da Universidade Estadual do Vale do Acaraú/Pernambuco.

Pesquisador do Centro de Excelência em Tecnologia de Software do Recife.

Downloads

Publicado

2010-12-09

Como Citar

VASCONCELOS MEDEIROS, H. A. MELINDROSAS E ALMOFADINHAS: relações de gênero no Recife dos anos 1920<em>MELINDROSAS AND ALMOFADINHAS: gender figurations in Recife in the 1920’s</em>. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 2, n. 2, p. 93 - 120, 2010. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180302022010093. Acesso em: 4 dez. 2021.