Quando a violência é perpetrada pelo Estado: expondo a fratura do direito à manifestação pacífica

Autores

  • Marcelo Venturi Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC.
  • Renata Orlandi Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS
  • Rogério Machado Rosa Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724618372017194

Resumo

O engajamento político em manifestações é um direito duramente conquistado em solo brasileiro e a violação dele configura-se como grave violência de Estado, sendo inadmissível em uma sociedade que se pretende justa, igualitária e democrática. O presente texto trata-se de uma cartografia clínico-política referente aos desdobramentos subjetivos decorrentes de um caso de violência física, psicológica e de negligência perpetrados por policiais militares contra um dos sujeitos envolvidos em manifestação pública realizada por cidadãos residentes em Florianópolis, em janeiro de 2014. A procura pelo serviço de atendimento psicológico ocorreu, por parte da vítima, após o episódio de violência. Foram realizadas onze sessões de acolhimento e apoio psicológico com o manifestante e coautor do presente trabalho, subsidiando a escrita de um parecer juntado ao processo judicial movido pela vítima. O trabalho psicoterapêutico buscou mapear elementos subjetivos vinculados ao episódio de violência, participando do processo de resiliência e ressisgnificação da experiência sofrida, configurando-se a dimensão ético-política da clínica. A coescrita do presente texto é um dos efeitos (re)inventivos resultantes da psicoterapia, inaugurando o lançamento dos autores no engajamento em uma nova e cara causa: a do direito à manifestação política.

 

Palavras-chave: Violência Policial. Manifestações Públicas. Subjetividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Venturi, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC.

Engenheiro Agrôomo. Doutorando em Geografia na Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC.

 

 

Renata Orlandi, Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS

Doutora em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Professora da Universidade Federal de da Fronteira Sul - UFFS.

Rogério Machado Rosa, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Doutorando em Educação pela Univeridade Federal de Santa Cataerina - UFSC; Professor do Departamento de Metodologia de Ensino -MEN/CED/UFSC.

Downloads

Publicado

2017-10-17

Como Citar

VENTURI, M.; ORLANDI, R.; ROSA, R. M. Quando a violência é perpetrada pelo Estado: expondo a fratura do direito à manifestação pacífica. PerCursos, Florianópolis, v. 18, n. 37, p. 194 - 211, 2017. DOI: 10.5965/1984724618372017194. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/percursos/article/view/1984724618372017194. Acesso em: 26 jan. 2023.