A perspectiva enunciativista e a prática de análise linguística: encaminhamentos de ordem metodológica

Autores

  • Amanda Machado Chraim
  • Suziane da Silva Mossmann

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724618372017151

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir questões relacionadas a um dos eixos norteadores da disciplina de Língua Portuguesa, a análise linguística, que, vinculada aos eixos de leitura, escrita e oralidade, apresenta particularidades significativas para uma efetiva apropriação da língua nos processos de ensino e aprendizagem. A discussão busca, dessa forma, compreender as contribuições da perspectiva enunciativista para o trabalho com análise linguística, e, para materializar tal proposta, apresentamos uma atividade de análise a partir de uma crônica – considerando os fundamentos bakhtinianos, buscamos robustecer a literatura da área da educação linguística, embasando-nos, para isso, nas teorizações de Geraldi (2003 [1991]); Antunes (2003); Mendonça (2006) e Cerutti-Rizzatti; Cassol Daga e Catoia Dias (2014).

 

Palavras-chave: Análise Linguística. Língua Portuguesa. Processos de Ensino e Aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-10-17

Como Citar

CHRAIM, A. M.; MOSSMANN, S. da S. A perspectiva enunciativista e a prática de análise linguística: encaminhamentos de ordem metodológica. PerCursos, Florianópolis, v. 18, n. 37, p. 151 - 175, 2017. DOI: 10.5965/1984724618372017151. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/percursos/article/view/1984724618372017151. Acesso em: 4 fev. 2023.