RELAÇÕES ENTRE CONTATO IMPROVISAÇÃO E PRÁTICAS DA EDUCAÇÃO SOMÁTICA

Autores

  • MAYANA MARENGO MACHADO Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5965/2358092516162016067

Palavras-chave:

contato improvisação , educação somática, ensino-aprendizage , body-mind-centering

Resumo

Este artigo propõe um breve estudo do momento inicial da prática do Contato Improvisação (conhecido amplamente como CI), no qual era muito presente a investigação das leis físicas do movimento e como estas leis podiam potencializar a criação em dança. Relaciona esses aspectos com algumas abordagens da Educação Somática e aponta a importância da junção de princípios somáticos e físicos para melhor proveito da potência artística dos corpos na dança e na atuação teatral.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

MAYANA MARENGO MACHADO, Universidade do Estado de Santa Catarina

Mestranda em Teatro pelo PPGT/UDESC com pesquisa em dança e práticas somáticas. Professora de improvisação e composição em dança.

Referências

BROOK, Ann. Contact Improvisation & Body-Mind Centering. A Ma- nual for Teaching & Learning Movement. Lafayette: body-mind.net, 2000.

COHEN, Bonnie Bainbridge. Sensing, Feeling, and Action: The Expe- riential Anatomy of Body-Mind Centering. Northampton: ContactEdi- tions, 1993.

FORTIN, Sylvie. Educação Somática: novo ingrediente da formação prá- tica em dança. Tradução de Márcia Strazacappa. Cadernos do GIPE-CIT. Universidade Federal da Bahia. Salvador, n. 2, p. 40-55, 1999.

KRISCKE, Ana Alonso. Contato Improvisação: A experiência do conhecer e a presença do outro na dança. Dissertação de Mestrado. Florianó- polis: UFSC, 2012.

LEITE, Fernanda Hubner de Carvalho. “Contato improvisação (contac- timprovisation) – um diálogo em dança”. In: Movimento. Porto Alegre, v.11, n.2, p.89-110, maio/agosto de 2005.

LEPKOFF, Daniel. Contact Improvisation, or: What happens when I focus my attention on the sensation of gravity, the earth, and my part- ner? Disponível em: <http://www.daniellepkoff.com/Writings/CI%20What%20happens%20when.php>, acessado em 29.09.2013. Originalmente publicado na revista Nouvelles de Danse, No. 38/39.

LEPKOFF, Daniel. Contact Improvisation: A Question? Disponível em: <http://www.daniellepkoff.com/Writings/CI%20A%20question.php>, acesso em 29.09.2013.

NOVACK, Cynthia. Sharing the Dance.Contact Improvisation and American Culture. Madison: The University of Wisconsin Press, 1990.

PIZARRO, Diego. Fazendo Contato: a dança Contato-improvisação na preparação de atores. Dissertação de mestrado. Universidade de Brasília, 2011.

SMITH, Nancy Stark. Contato Improvisação. Entrevista concedida a MayanaMarengo Machado. In: Urdimento, PPGT-UDESC, 2012, pgs 181-183.

SMITH, Nancy Stark. Harvest. One History of Contact Improvisation. In: <http://www.contactquarterly.com/cq/webtext/Harvest.html>, acesso 29.08.2013, originalmente publicado em ContactQuarterly Verão/Outono 2006, p.46- 54.

SMITH, Nancy Stark. A Little Story. In: Contact Quarterly, Vol.5, 1979. Disponível também no ContactQuarterly Sourcebook. Northampton: Contact Editions, 1997.

Downloads

Publicado

2017-09-16

Como Citar

MACHADO, MAYANA MARENGO. RELAÇÕES ENTRE CONTATO IMPROVISAÇÃO E PRÁTICAS DA EDUCAÇÃO SOMÁTICA. Revista NUPEART, Florianópolis, v. 16, n. 2, p. 67–79, 2017. DOI: 10.5965/2358092516162016067. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/nupeart/article/view/8677. Acesso em: 28 maio. 2024.