Arte e inclusão

Autores

  • Morgana Tesman

DOI:

https://doi.org/10.5965/2358092502022003135

Resumo

Diante de novas possibilidades educacionais, a escola tenta se aproximar da teoria e da legislação brasileira que indica a inclusão escolar de portadores de necessidades educativas especiais no ensino regular. Das observações retiradas de uma prática de estágio em artes plásticas, concluiu-se que com um pouco de esforço a inclusão pode virar uma realidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BISHOP, K. D.; JUBALA, K. A.; STAINBACK, W.; STAINBACK, S. Promovendo Amizades. In.: STAINBACK, S. & STAINBACK, W. (Org). Inclusão: Um Guia para Educadores. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999, p.184-198.

BRASIL. SENADO FEDERAL. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, 1997.

BRASIL. SENADO FEDERAL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações C u r r i c u l a r e s / S e c r e t a r i a d e E d u c a ç ã o Fundamental. Secretaria de Educação Especial. Brasília: CORDE, 1999.

JORGENSEN, C. M. Planejando Currículos Inclusivos desde o início: Estratégias e Exemplos práticos para salas de Aula do Ensino Médio. In.: STAINBACK, S. &STAINBACK, W. (Org). Inclusão: Um Guia para Educadores. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999, p.335-352.

MANTOAN, Maria Teresa Égler. Compreendendo a D e f i c i ê n c i a M e n t a l : N o v o s C a m i n h o s Educacionais.1 Edição. 2 Impressão. São Paulo: a a Scipione, 2001.

DELACROIX, M. Canoeiro. Marcelo Delacroix.: GENS, p.2000. 1CD (ca. 39min 34s) Faixa 6 (3min 40s). Masterizado em digital.

Downloads

Publicado

2012-05-13

Como Citar

TESMAN, Morgana. Arte e inclusão. Revista NUPEART, Florianópolis, v. 2, n. 1, p. 135–146, 2012. DOI: 10.5965/2358092502022003135. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/nupeart/article/view/2649. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

Relatos