Teatro e ocupação: possíveis diálogos com as práticas de Teatro e Comunidade

Autores

  • Caroline da Silva Barbosa Professora de Artes Cênicas na Secretaria Municipal de Educação, SME/RJ. Mestranda em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

DOI:

https://doi.org/10.5965/2358092521232020121

Palavras-chave:

pedagogia do teatro, teatro e comunidade, ocupações

Resumo

O presente trabalho busca apontar possíveis diálogos entre o campo de pesquisa Teatro e Comunidade e as ocupações secundaristas que ocorreram durante o primeiro semestre de 2016 na Rede Estadual de Ensino do Rio de Janeiro. Dentro dos espaços ocupados foi possível perceber que os estudantes ressignificaram a ideia de escola construindo práticas cotidianas a partir de seus próprios interesses. Nesse momento, o teatro passou a ser um aliado e muitos professores, artistas e simpatizantes das artes foram convidados pelos estudantes para propor encontros teatrais, como oficinas e apresentações de seus espetáculos. Perguntei-me qual pedagogia teatral um professor poderia propor dentro de um contexto tão específico para contribuir de alguma maneira à luta dos estudantes. Encontrei como resposta os estudos de Augusto Boal, Paulo Freire e pesquisadores do Teatro e Comunidade, que nortearam tanto as práticas teatrais desenvolvidas dentro das ocupações que pude visitar quanto a elaboração desse artigo.

Biografia do Autor

Caroline da Silva Barbosa, Professora de Artes Cênicas na Secretaria Municipal de Educação, SME/RJ. Mestranda em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Professora de Artes Cênicas na Secretaria Municipal de Educação, SME/RJ e mestranda em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO. Em 2015 formou-se em Licenciatura em Teatro pela mesma universidade. Entre 2015 e 2017 foi professora de Artes na Rede Estadual. Em 2014 foi bolsista de Iniciação Científica da FAPERJ sob orientação da Profa. Dra. Marina Henriques Coutinho, com o projeto Teatro Rompendo Muros - diálogos entre pedagogia e arte nos territórios da cidade. Por quatro anos foi bolsista de extensão do Programa Teatro em Comunidades - Redes de Teatro da Maré. Tem experiência na área de pedagogia do teatro voltada para as questões sociais e o universo escolar.

Downloads

Publicado

2020-08-14

Como Citar

BARBOSA, C. da S. Teatro e ocupação: possíveis diálogos com as práticas de Teatro e Comunidade. Revista NUPEART, Florianópolis, v. 23, p. 121-140, 2020. DOI: 10.5965/2358092521232020121. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/nupeart/article/view/17492. Acesso em: 4 dez. 2021.