Design centrado no humano para a compreensão problemas de pacientes idosos com deficiência visual

Autores

  • Fernanda Jordani Barbosa Harada Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
  • Paulo Schor Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Resumo

O aumento do número de idosos é uma realidade global que abre precedentes para diversas frentes de pesquisa. Este artigo relata achados iniciais de uma investigação de caráter transdisciplinar que combina duas áreas de competências distintas: medicina e design. Para compreender problemas relacionados à incorreta autoadministração de medicamentos por idosos com deficiência visual, foram utilizados conversas informais guiadas por entrevistas semiestruturadas como método para pesquisa exploratória. Os achados apontam a falta de padrão nos medicamentos distribuídos na rede pública e sugerem pré-requisitos para desenvolvimento de soluções que auxiliem estes idosos, minimizem erros e promovam sua independência. 

Biografia do Autor

Fernanda Jordani Barbosa Harada, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Designer graduada e pós-graduada pela FAAP/SP; Doutoranda em Ciências Visuais / Design Inclusivo na Universidade Federal de São Paulo / UNIFESP onde também é organizadora e pesquisadora colaboradora do Lab transdiciplinar MedHacker; Designer Colaboradora do Instititute for Human Centered Design-IHCD/Boston/US. 

Paulo Schor, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Médico e Oftalmologista pela FMRP-USP. Mestrado, Doutorado e Livre Docência pela Universidade Federal de São Paulo/UNIFESP. Professor Visitante no Massachusetts Institute of Technology/MIT. Atualmente é Chefe do Departamento de Oftalmologia UNIFESP. Fundou e coordena o grupo multidisciplinar de inovação aberta MedHacker.

Downloads

Publicado

2016-08-09