O Saber Cognitivo do Operador diante do Disfuncionamento do Separador Dinâmico

Autores

  • Nelson Ferreira Filho Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC
  • Carlos Aparecido Fernandes Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC
  • Leila Amaral Gontijo Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC
  • Eugenio Andrés Díaz Merino Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC

Resumo

Este artigo apresenta como o operador de moinhos no  Setor  de  Operação  de  Painel  Central  de uma  indústria cimenteira age diante das anormalidades operacionais do separador dinâmico. O operador trabalha com regulações diante às influências de variações do sistema do separador dinâmico para que o processo de moagem de cimento se concretize. Essas regulações acontecem quando há desestabilização no desempenho do sistema do separador dinâmico. Para garantir a normalidade do processo de moagem de cimento, o operador utiliza do seu saber cognitivo para corrigir as variáveis que ocorrem entre a qualidade e a produtividade do cimento. O processo de moagem é realizado num sistema aberto, exceto parte de funcionamento do separador dinâmico que pode ser considerado como a de um ambiente fechado. O separador dinâmico quando em funcionamento tem a concepção de um sistema fechado devido ao seu comportamento tendencioso que é inerente aos seus aspectos de movimentação, os quais são direcionados, quase sempre para um equilíbrio  estático e de entropia. A entropia aqui é vista como uma tendência de crescimento, a qual provoca irregularidades ou imprevistos na fabricação de cimento.

Downloads

Publicado

2014-12-26