Singular e Plural: Todas as Formas de Olhar em uma Revista para Adolescentes Cegos e de Baixa Visão

Autores

  • Adriana Villa Real Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC
  • Gabriela Botelho Mager Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC
  • Flávio Anthero dos Santos Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Resumo

Existem diversas formas de olhar, o ver, o sentir e o tocar são igualmente formas de percepção. O objetivo deste estudo foi investigar, refletir e analisar como a comunicação dos meios editoriais para adolescentes cegos e de baixa visão é apresentado para este universo. Através do Método de Aplicação de Entrevistas em Avaliações de Usabilidade, foram coletados dados baseados no projeto de uma revista direcionada para adolescentes cegos e de baixa visão. Participaram 11 jovens do sexo masculino e feminino com, idades entre 13 a 24 anos. Não foram analisadas as condições sociais, culturais e históricas em que vivem os entrevistados. Ao analisar os resultados da pesquisa, identificou-se que na escolha singular de cada entrevistado existe um olhar ímpar, o qual, desperta sentidos únicos demonstrando a variedade de identidades, singularidades e subjetividades adolescentes. Constatou-se a escassez de publicações deste tipo voltado para o público jovem, a questão da comunicação de massa ainda é dominada pelo universo vidente e este mercado está carente de tais discussões.

Downloads

Publicado

2014-12-26