Antropometria e Morfologia da Orelha Externa Feminina para Projetos de Brincos: revisão bibliográfica

Autores

  • Elisa Strobel do Nascimento Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Marcelo Gitirana Gomes Ferreira Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Noé Gomes Borges Junior Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Susana Cristina Domenech Universidade do Estado de Santa Catarina

Resumo

O hábito cultural de usar brincos data da pré-história e está associado a lesões e desconfortos. Todas estruturas da orelha externa variam entre indivíduos, tornando desafiador o projeto de produtos para uso neste local. A literatura técnica oferece guias dimensionais para outras joias, como anéis, pulseiras e colares, contudo o projeto de brincos se ampara em uma representação muito simplificada da orelha, sem guias dimensionais. A falta de embasamento antropométrico é um problema no projeto de qualquer produto e pode resultar em prejuízos e acidentes. Este trabalho sumariza informações e aspectos antropométricos e morfológicos disponibilizados em 39 estudos da área. 

Biografia do Autor

Elisa Strobel do Nascimento, Universidade do Estado de Santa Catarina

Departamento de Design

Marcelo Gitirana Gomes Ferreira, Universidade do Estado de Santa Catarina

Departamento de Design

Noé Gomes Borges Junior, Universidade do Estado de Santa Catarina

Departamento de Ciências da Saúde

Susana Cristina Domenech, Universidade do Estado de Santa Catarina

Departamento de Ciências da Saúde

Downloads

Publicado

2016-08-09