Internet da Coisas (IoT): Definições e aplicabilidade aos usuários finais

Autores

  • Patricia Carrion PUC RJ
  • Manuela Quaresma PUC RJ

DOI:

https://doi.org/10.5965/2316796308152019049

Resumo

A interconexão de dispositivos físicos com capacidades computacionais de detecção e comunicação de dados não é uma concepção nova, porém a compreensão da real aplicabilidade de uma Internet das Coisas (Internet of Things, ou IoT) ainda é incipiente. A Internet das Coisas descreve o que se observa hoje com o crescente número de dispositivos conectados habilitados à internet. Isto é, um estado onde “coisas”, de pequenos objetos a ambientes e cidades, veem-se capacitados a se comunicar uns com os outros, e consequentemente com os humanos presentes no ecossistema. Neste artigo, buscou-se discutir como a realidade de produtos cada vez mais conectados vem transformando o modo como usuários e organizações interagem com tecnologias em níveis novos e distintos. Para tanto, foram traçadas definições acerca da IoT, de suas aplicações voltadas ao usuário final, e de como os serviços IoT, centradas no cliente-usuário, dependem de fatores instituídos ainda no processo de design.

Biografia do Autor

Patricia Carrion, PUC RJ

Mestre em Ciências - PUC RJ

Manuela Quaresma, PUC RJ

Doutora em Design

Downloads

Publicado

2019-03-27