Chico Rei: análise do projeto e do abre-alas do desfile da Caprichosos de Pilares em 1984

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/27644669030620230205

Palavras-chave:

Carnaval. Escolas de Samba. Caprichosos de Pilares. Chico Anysio. Alegoria.

Resumo

Este artigo tem como proposta analisar a construção do projeto de alegoria do abre-alas do G.R.E.S. Caprichosos de Pilares, submetido à censura prévia para aprovação do desfile no Carnaval de 1984. Para tanto, utilizaram-se fotografias do abre-alas no dia do desfile, publicadas na revista Manchete e no Jornal do Brasil. Com esse conjunto de imagens, é possível observar as diferenças existentes entre o projeto e a concepção da alegoria para o desfile de 1984.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Taynara Quites Senra, UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mestra em Artes Visuais pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV) da Escola de Belas Artes (EBA) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) na linha de pesquisa Imagem e Cultura. Graduada em Design de Moda pela Faculdade SENAI/CETIQT, com especialização em Figurino e Carnaval pela Universidade Veiga de Almeida (UVA).

Helenise Monteiro Guimarães

Graduada em Pintura pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Mestrado em Artes Visuais pela UFRJ e Doutorado em Artes Visuais pelo Programa de Pós-graduação em Artes Visuais EBA/UFRJ. É professora Associada 3 do departamento de História e Teoria da Arte EBA da UFRJ.

Referências

BALTAR, Anderson; LEAL, Eugênio; DATTOLI, Vicente. As primas Sapecas do Samba: alegria, crítica e irreverência na avenida. Rio de Janeiro: Novaterra. 2015.

BURKE, Peter. Testemunha ocular: o uso de imagens como evidência histórica. Tradução de Vera Maria Xavier dos Santos. São Paulo: Editora UNESP, 2017.

CAVALCANTI, Maria Laura Viveiros de Castro. Formas do efêmero: alegorias em performances rituais. Ilha Revista de Antropologia, v. 13, n. 1, p. 163-183, 2011.

DIDI-HUBERMAN. Georges. Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte. Tradução de Paulo Neves. 1º ed. São Paulo: Editora 34, 2013.

FARIAS, Júlio César. O enredo da Escola de Samba. Rio de Janeiro: Litteris, 2007.

GEERTZ, Clifford. O saber local: novos ensaios em antropologia interpretativa. Petrópolis: Vozes, 1997.

GUIMARÃES, Helenise Monteiro. Carnavalesco, o profissional que faz escola no Carnaval Carioca. Rio de Janeiro: Escola de Belas Artes, Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1992.

LOPES, Nei; SIMAS, Luiz Antonio. Dicionário da história social do samba. 5ª ed. Rio de Janeiro. José Olympio, 2020.

MELLO, Marcelo de. O Enredo do meu Samba: a história de quinze sambas-enredo imortais. Rio de Janeiro: Record. 2015.

Downloads

Publicado

2024-05-09

Como Citar

QUITES SENRA, Taynara; MONTEIRO GUIMARÃES, Helenise. Chico Rei: análise do projeto e do abre-alas do desfile da Caprichosos de Pilares em 1984: . A Luz em Cena: Revista de Pedagogias e Poéticas Cenográficas, Florianópolis, v. 3, n. 06, p. 1–17, 2024. DOI: 10.5965/27644669030620230205. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/aluzemcena/article/view/24467. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temático: CENOGRAFIAS, ALEGORIAS E DEMAIS ELEMENTOS NO ESPAÇO DA CENA