Da escola formadora de mestres aos grupos escolares: o papel das ciências na formação do sujeito moderno: uma análise comparativa dos currículos dos grupos escolares e da Escola Normal Catarinense (1911-1928)

Autores

  • Julia Vieira Tocchetto de Oliveira UDESC
  • Melissa Figueiredo Silvestre Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Gladys Mary Ghizoni Teive Universidade do Estado de Santa Catarina

Resumo

O presente estudo teve por objetivo realizar uma análise comparativa dos currículos da Escola Normal Catarinense e dos primeiros grupos escolares implantados no Estado,  no que diz respeito as disciplinas de caráter científico, introduzidas pela Reforma Orestes Guimarães (1911 – 1935). Dentre as modificações destaca-se a inclusão de um grande número de disciplinas de cunho científico. Quais ciências foram legitimadas? Que espaço tiveram nos desenhos curriculares? Há similitudes  entre as ciências ensinadas na escola normal e as incorporadas ao currículo dos grupos escolares? Como eram ensinadas em ambas as instituições?  Estas e outras questões balizam este estudo, alicerçado em pesquisa documental e bibliográfica e tendo como fio condutor da análise as teorizações de Tomaz Tadeu da Silva e de Thomas Popkewitz. 

Downloads

Publicado

2012-06-03