Ensino Médio: para quê e para quem?

Autores

  • Camila Ferreira Lopes Paiva Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

Resumo

Este artigo discute os problemas enfrentados pelo Ensino Médio, como a dicotomia entre trabalho e formação propedêutica, juntamente com a evasão escolar, que é ainda alarmante no Brasil. Para contribuir com a discussão, foram utilizadas as concepções de Gramsci (1985) sobre a escola unitária, que oferece a formação propedêutica a todos os cidadãos para a função de dirigente, integrada à formação para o trabalho como práxis humana e princípio educativo. Os problemas enfrentados pelo Ensino Médio, ao contrário do que muitos pensam, implica na substituição dessa sociedade meritocrática e individualista, na qual o sujeito é responsabilizado pelo seu sucesso e pelo seu fracasso; por uma sociedade, na qual todos os bens materiais e culturais estejam disponíveis a todos os cidadãos. 

Biografia do Autor

Camila Ferreira Lopes Paiva, Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho

Mestranda em Educação na linha de pesquisa: Educação: políticas, gestão e o sujeito contemporâneo. 

Downloads

Publicado

2012-06-03