Maria Sylvia Nunes: memórias, ensino e práticas teatrais em Belém do Pará

José Denis de Oliveira Bezerra, Ana Karine Jansen de Amorim

Resumo


A presente entrevista, realizada com a professora e diretora teatral Maria Sylvia Nunes, é um importante registro sobre as práticas do teatro amador paraense/brasileiro das décadas de 50 e 60 do século XX. Ela fez parte da pesquisa de doutoramento de Denis Bezerra (2016). A entrevista partiu de três eixos: 01 - história de vida (família, formação educacional); 2 - memórias do espaço urbano de Belém (espaços de circulação cultural); 3 - temas diversos sobre teatro paraense (artistas, grupos de teatro, espaços de ensaio e apresentação, dramaturgos, etc.). Suas memórias nos possibilitam perceber como o teatro brasileiro do Norte se organizava e se tornava espaço de fazer, refletir e construir uma sociedade mais humanista.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573102352019430



Direitos autorais 2019 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

    

 

Indexadores

   

       


Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.