O efeito estético: finalidade sem fim

Flávio Desgranges

Resumo


O autor analisa o efeito estético proposto ao espectador a partir das alterações recentes na cena teatral. Calcado as produções teóricas de Jacques Rancière, Wolfgang Iser e Hans-Robert Jauss, compreende que o efeito das experiências teatrais na contemporaneidade está marcado pela ausência de um fim definido a priori. Dizer que essa produção artística não tem um fim, contudo, não quer dizer que seja desprovida de finalidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573102172011063

Direitos autorais 2018 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas




Indexadores


 

 

         

Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br - Tel. 3664.8353

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.