Protocolos e a Pedagogia do Teatro – da tradução dos protocolos de estudantes sobre Aquele que diz sim aos protocolos do “trabalho alegre”

Vicente Concilio, Ingrid Dormien Koudela

Resumo


Este artigo apresenta possibilidades de apropriação do protocolo como estratégia de avaliação, e também de criação artística, em processos que envolvam ensino e aprendizagem do teatro. A apropriação desse procedimento no contexto brasileiro foi introduzida por Ingrid Koudela, a partir de suas pesquisas focadas nas peças didáticas de Bertolt Brecht – e por essa razão, o artigo traz a tradução daqueles que são considerados os primeiros protocolos: os escritos por estudantes que presenciaram a estreia de Aquele que diz sim, que motivaram o dramaturgo alemão a escrever Aquele que diz não, em resposta.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573101342019246

Direitos autorais 2019 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas




Indexadores


 

 

         

Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br - Tel. 3664.8353

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.