A EVOLUÇÃO ARTÍSTICA E CIENTÍFICA DO ORIGAMI: Um estudo teórico e prático sobre a prática e técnicas das dobraduras.

Samanta Aline Teixeira, Milton Koji Nakata

Resumo


O presente artigo busca entender melhor como o origami foi inserido nas salas de aula e nas galerias de arte para depois se tornar um importante paradigma de inovação tecnológica, especialmente dentro da sustentabilidade. Para tal é feito uma revisão histórica baseada na trajetória de três artistas: Josef Albers, Ronald Resch e Lygia Clark. Investigando a evolução profissional de cada um, nota-se que muitos trabalhos profissionais e pesquisas multidisciplinares são inspirados nessas figuras modernas. Estudando aspectos apontados inicialmente pelos três artistas direta ou indiretamente, são analisados os componentes do origami como dobras-vale, dobras-montanha, crease pattern e o design do origami adaptado. Para complementação do estudo, é feito uma aplicação experimental de um protótipo de bolsa reaproveitando materiais usados; o objetivo é a comprovação prática das técnicas do origami levantadas no estudo, unindo o princípio das dobras com sustentabilidade.


Texto completo:

PDF