Editorial

Rosangela Miranda Cherem

Resumo


O tema desta edição constitui-se num esforço para ultrapassar a irrelevância e
a simplificação, e considera as nuances e riscos para avançar sobre as complexidades
do pensamento, estabelecendo conexões entre a poética e a fatura da obra. Ao
perguntar o que e de quem somos contemporâneos, Agamben afirma que é preciso
uma peculiar relação de aderência e distância para pertencer ao tempo, olhar nele
não o que cintila, mas perceber sua obscuridão, ou seja, tentar apreender e interpolar
o arcaico e a ruína que se alojam na aparente homogeneidade do presente.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais