FOTOGRAFIA E PINTURA: RELAÇÃO MÚTUA NO DISTANCIAMENTO DA MIMESE

Ana Karina Tamoto do Prado

Resumo


Por meio de um breve levantamento histórico crítico, este artigo tem por objetivo mostrar a transformação do pensamento ocidental acerca do caráter mimético da representação na pintura e como a fotografia desempenhou papel importante nessa mudança, em que se deslocou para ela o compromisso com a cópia da realidade. A investigação considera o conceito de mimese ponderado por Platão e Aristóteles acerca da arte, que teve como uma de suas consequências a valorização da semelhança com a realidade numa obra artística, reflexão que permeou a estética ocidental durante muito tempo. Ao evidenciar as tentativas iniciais de desvincular a produção pictórica e fotográfica da imposição de buscar a verossimilhança, os movimentos modernistas explicitam tendências e tentativas de recolocar o problema da representação.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/2175234607142015124

Direitos autorais



Indexadores, diretórios e bases de dados

      


Revista Palíndromo - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

ISSN 2175-2346



A Revista Palíndromo está disponível sob a Licença
Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.