FORMAÇÃO CONTINUADA EM ARTES: uma possibilidade de redução dos malefícios da polivalência

Mileni Vanalli Roéfero

Resumo


Este artigo resulta do trabalho de conclusão de curso da especialização em Arte na Educação pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e tem como objetivo geral reconhecer, na formação continuada, um meio de amenizar o impacto negativo da polivalência em Artes. Discutimos sobre a conceituação da formação continuada e o ensino de artes a partir de autores como Rankel e Stahlschmidt (2009), Gatti (2008), Hypolitto (2000) e afins, além da Lei de Diretrizes e Bases 9.394/96, para pontuar a definição legal acerca do tema tratado. Como objetivos específicos, buscamos: 1) analisar literaturas que versem sobre formação continuada; 2) discutir sobre o conceito de Arte na escola; 3) conhecer os benefícios da formação continuada para o ensino formal de Artes. Ao fim da discussão, concluímos que, apesar das limitações existentes, a formação continuada se apresenta como uma possibilidade de auxiliar na redução dos obstáculos no ensino regular causados pela polivalência.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/2358092520202018047

Indexadores, diretórios e bases de dados


      

Revista Nupeart - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

ISSN 2358-0925 


 
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.