“Entre bolas, bexigas e elásticos”: o olhar do regente/educador sobre suas práticas no coro infantil

Dhemy Fernando Vieira Brito

Resumo


A presente pesquisa investiga a ludicidade na educação musical, tendo como objetivo compreender como regentes/educadores analisam a inserção de brinquedos nos ensaios de coros infantis. O referencial teórico foi construído com base na transversalidade de estudos sobre a aprendizagem por meio de âncoras visuais (CARNASSALE, 1995; LECK, 2009; RHEINBOLDT, 2014) e pesquisas que buscam compreender o brinquedo como objeto do imaginário da criança (BROUGÈRE, 2010; KISHIMOTO, 2011). Para compreender o olhar dos regentes/educadores, o desenho metodológico da pesquisa incluiu entrevistas semiestruturadas com duas regentes/educadoras de coros infantis, bem como a observação dos ensaios de um dos coros analisados, a fim de identificar de que maneira foram inseridos os brinquedos nos ensaios. Os resultados apontam para questões acerca das contribuições da substituição de informações abstratas por imagens concretas, mediadas pelos brinquedos. Acredita-se que pesquisas desta natureza possam contribuir na prática e atuação de regentes/educadores, mais precisamente de coros infantis, ao investigar olhares de profissionais que atuam diretamente com o lúdico na compreensão dos processos de aprendizagem das crianças.

PALAVRAS-CHAVE: Coro infantil, ludicidade, regente/educador.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/2358092519192018013



Indexadores, diretórios e bases de dados


      

Revista Nupeart - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

ISSN 2358-0925 


 
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.