Da Alta Costura ao Prêt-à-porter, da Fast Fashion a Slow Fashion: um grande desafio para a Moda

Ereany Refosco, Josiany Oenning, Manuela Neves

Resumo


Depois da Alta Costura, do abandono das roupas feitas artesanalmente e sob medida, e com o início do Prêt-à-porter, a moda passou por diversas transformações. Entre elas, o desenvolvimento de técnicas produtivas, novas tecnologias, novas matérias primas e, também, a introdução de importantes produtos no cotidiano. A moda gerou riqueza, colocou a indústria têxtil e os designers em evidência. Envolve aspectos psicológicos, financeiros e sociológicos. Incorpora os desejos e necessidades dos consumidores. Em pleno século XXI, a análise de toda esta cadeia produtiva perpassa os aspectos sustentáveis. A partir desta percepção, vê-se que os papéis desempenhados pelo consumidor, pelo fabricante e pelo designer devem considerar o impacto da produção no meio e o ciclo de vida do produto. Neste momento, a moda pode estar caminhando da fast fashion para slow fashion quando, finalmente, além dos objetivos monetários, o foco maior estará no design, na qualidade, na durabilidade dos produtos e também no ambiente.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais Ereany Refosco, Josiany Oenning, Manuela Neves

Licença Creative Commons

      http://www.revistas.udesc.br/public/site/images/rocha1/ceart1.png