POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS EMANCIPATÓRIAS: a eja e a educação profissional frente o desafio da emancipação humana.

Tiago Felipe Ambrosini

Resumo


Este estudo propõe uma reflexão sobre o significado emancipatório das políticas educacionais no âmbito da educação de jovens e adultos e da educação profissional. A questão abordada é qual o sentido da emancipação humana presente nas políticas educacionais de eja e de educação profissional. Para isso é feita uma fundamentação do conceito de emancipação humana a partir da leitura dos seguintes pensadores: Immanuel Kant, Karl Marx, Theodor Adorno e Paulo Freire. Após essa fundamentação é feita uma explanação crítica das políticas educacionais do Brasil nos últimos anos. Esta reflexão conduz a uma comparação entre o significado originário da emancipação humana, fundamentado filosoficamente, e sua real efetivação na configuração das políticas públicas educacionais de eja e de educação profissional. O resultado desta análise é a precariedade e a fragmentação que se encontram as ações governamentais no âmbito educacional, ficando portanto longe do ideal de educação emancipatória presente tanto na filosofia moderna de Kant quanto na educação popular de Freire.

Texto completo:

PDF


Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi
Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001
(48) (48) 3664-8585
revistalinhas@gmail.com