Das inovações no ensino ao ensino inovador: a percepção dos estudantes na complexidade do sistema didático

Daniele Simões Borges, Gionara Tauchen

Resumo


O presente estudo objetivou investigar as percepções dos estudantes universitários sobre os elementos estruturantes das inovações no ensino e as possibilidades de organização do ensino inovador. A pesquisa, de natureza qualitativa, do tipo exploratório-descritiva, foi realizada com a participação de 40 estudantes dos cursos de licenciatura de uma universidade pública federal do sul do estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Os dados foram produzidos de forma voluntária, por meio de um questionário, com questões fechadas e abertas. Estas informações foram estudadas por meio da análise de conteúdo, estruturada a partir das etapas: pré-análise de exploração do material e tratamento dos resultados. Em nosso estudo, foram mapeadas nove categorias referentes à percepção dos estudantes acerca das ações docentes inovadoras no ensino: teoria e prática, domínio de conteúdo, ensino de procedimentos, diferentes metodologias, contextualização, problematização, interdisciplinaridade, pesquisa e relação interpessoal. Compreendemos que as possibilidades de um ensino inovador vinculam-se à compreensão deste como um sistema didático complexo, não linear. As inovações no ensino não representam uma ruptura epistemológica, mas podem redimensionar um fazer diferente, que pode ou não proporcionar alterações na ação docente. Com isto, concluímos que as inovações pontuais no ensino não garantem uma transição paradigmática, mas anunciam as possibilidades de um ensino inovador.

Palavras-chave: Ensino Superior. Efeito das Inovações Tecnológicas. Inovações Educacionais.


Texto completo:

PDF


Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi
Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001
(48) (48) 3664-8585
revistalinhas@gmail.com