A hora e a vez dos cadernos escolares como fontes históricas de pesquisa sobre práticas alfabetizadoras

Fernanda Zanetti Becalli, Cleonara Maria Schwartz

Resumo


Ao considerar que as características físicas, a organização interna e os modos de usos dos cadernos escolares também participam da produção dos discursos materializados em suas páginas, o texto centra-se num estudo da materialidade destes documentos, descrevendo desde os aspectos físicos (formato, dimensões, disposição dos espaços gráficos etc.), a iconografia (capas, organização interna etc.) até os diversos modos de usos e de organização interna de cadernos que se hospedavam silenciosos nas prateleiras dos arquivos pessoais de mães de alunos e de docentes que trabalhavam com turmas do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental, no período de 2001 a 2008, em escolas públicas do estado do Espírito Santo. Busca-se, assim, visibilizar os cadernos escolares como fontes históricas de pesquisa, depositárias de discursos acerca do trabalho com a linguagem escrita em classes de alfabetização de crianças, além de ressaltar a importância de preservação e análise destes documentos para a pesquisa em História da Educação.

Palavras-chave: Cadernos Escolares. Fontes Históricas de Pesquisa. Alfabetização.


Texto completo:

PDF


Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi
Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001
(48) (48) 3664-8585
revistalinhas@gmail.com