Uma tentativa de democratização universitária na França: história da universidade de Paris VIII Vincennes (1968-1980)

Charles Soulié

Resumo


Nos anos 1970, a Universidade de Vincennes, cujo departamento de sociologia foi fundado por Jean-Claude Passeron e o de filosofia por Michel Foucault, é o lugar de uma tentativa original de democratização da universidade francesa. Após descrevermos as circunstâncias de criação e o seu público, faremos um balanço pedagógico desta experiência pedagógica fora do comum, sabendo que esta universidade acolheu em massa estudantes sem bacharelado, assim como uma grande proporção de estudantes assalariados. Um balanço um tanto modesto, uma vez que, sob a pressão política do momento, da desordem instaurada, assim como das oposições entre classes latentes, os professores e os estudantes não conseguiram entrar em acordo sobre princípios pedagógicos comuns mínimos. E um dos resultados no mínimo paradoxal dessa experiência é que os vincennois inventaram uma espécie de mercado livre acadêmico no qual reinou a concorrência carismática entre todos os professores.

 

Palavras-chave: Universidade de Vincennes; Democratização; Pedagogia; Jean-Claude Passeron; Disciplina.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/1984723815292014042

Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi
Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001
(48) (48) 3664-8585
revistalinhas@gmail.com