AIDS, GÊNERO E CONJUGALIDADE: UM ESTUDO SOBRE A PERCEPÇÃO DE RISCO PARA ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS
AIDS, GENDER AND CONJUGALITY: A STUDY ON THE PERCEPTION OF THE RISK AMONG COLLEGE STUDENTS

Claudia Annies Lima, Leandro Castro Oltramari

Resumo


O presente estudo tem por objetivo investigar a percepção de universitários, homens e mulheres, sobre o risco de infecção pelo HIV. Para tanto, foi realizado um levantamento através com vinte e dois estudantes da Universidade do sul de Santa Catarina (UNISUL) – Campus Pedra Branca. Dos entrevistados, doze fazem parte do curso de enfermagem, dentre dentre eles metade é do sexo feminino, sendo que três possuem um relacionamento sexual de conjugalidade e três se encontravam sem relacionamentos duradouros. O mesmo ocorreu com as pessoas do sexo masculino. Os outros dez estudantes entrevistados pretendem ao curso de direito, entre eles seis são do sexo masculino e três deles possuem relacionamentos de conjugalidade, enquanto os demais estão sem relacionamentos duradouros. Dos quatro entrevistados restantes, três se encontravam em relacionamentos estáveis e um não possui relacionamento estável. Observou-se que as respostas se diferenciaram conforme cada grupo. Para o sexo masculino, a sexualidade estava relacionada ao ato sexual em si; para as mulheres, envolvia intimidade com o parceiro. Os homens mostraram-se atraídos primordialmente pela aparência física. As mulheres responderam que o conhecimento do outro era mais importante que a atração física. Os resultados ainda demonstraram que os entrevistados nao consideravam a epidemia um riso para eles. Eles e elas conceberam a Aids como uma doença de outras pessoas, reforçando a idéia de grupos de risco. Tanto entrevistados homens quanto mulheres revelaram não discutirem sobre o risco de infecção pelo HIV com seus parceiros.

Palavras-chave: AIDS. Conjugalidade. Risco. Estudantes. Gênero.

Abstract: The purpose of the study is to investigate the perception among male and female college students of the risk of HIV infection. Therefore, a survey was conducted with twenty-two students at the University of the South of Santa Catarina (UNISUL) - Pedra Branca Campus. Among the participants were twelve undergraduate nursing students, half being female, and three women are having a conjugal sexual relationships while three were not having any type of steady relationship. The same was true among the male participants. The other ten students interviewed were undergraduate law students in which six were male and only three of them are having a conjugal relationship while the others had no steady relationship. In the midst of the four participants left, three were having steady relationships while only one was not having a steady relationship. It was seen that the answers were different according within each group. For men sexuality is related with the sexual act itself while for women it involves intimacy with the partner. The men had attraction specifically for physical appearance. The women agreed that the person’s knowledge is more important than physical appearance. The results still show that the participants did not consider the epidemic to be a risk to them. The interviewees perceived AIDS as a disease of other people which reinforced the idea of risk group. Among all the participants, both men and women revealed that they do not discuss the risk of HIV infection prior to sexual contact.

Key-words: AIDS. Conjugality. Risk. Students. Gender.


Texto completo:

PDF


Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi
Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001
(48) (48) 3664-8585
revistalinhas@gmail.com